Pular para o conteúdo principal

"Vós sois o sal da terra..." Mateus 5.13a

 


"Vós sois o sal da terra; e, se o sal for insípido, com o que se há de salgar?..." Mateus 5.13a

Embora, intelectualmente, boa parte das pessoas consiga compreender a superfície desse magnífico texto bíblico, poucas são capazes de ir além do que a forma das letras e o agrupamento dessas palavras demonstra, ou seja, a quantidade de indivíduos dentro das mais diversas congregações, membros e até líderes, que entende esse versículo apenas com a mente, mas não compreende a essência dele, é muito maior do que imaginamos, pois entender a essência da Palavra Divina é algo que só pode ser feito quando nos desvencilhamos do intelecto que possuímos e usamos a nossa capacidade sublime que está além da mente; em outras palavras, só conseguimos acessar a plenitude e o coração dos ensinamentos bíblicos quando os interpretamos através do nosso espírito, porque toda a essência da Palavra de Deus é o próprio Espírito do Senhor; por isso também foi escrito em 1 Coríntios 2.14 o texto que diz: "...O homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.".

E qual é a essência dessa parte tão conhecida e recitada do texto destacado de Mateus 5.13 que fala sobre sermos o sal da terra?

Esqueça a teoria e vamos direto para a prática. Quando a Escritura afirma que todos aqueles que vivem de maneira parecida com Cristo são o sal da terra, ela está afirmando que:

Em uma sociedade cada vez mais frenética, você é a serenidade. Em um "mundo" cada vez mais inquieto, ansioso e acelerado, você é a quietude, a tranquilidade e a calma. Em meio a uma geração cada vez mais dividida, polarizada, intolerante e contenciosa, você é a união, a compreensão, a aceitação, e a paz. Enquanto a humanidade está cada vez mais pessimista e desiludida, você é o otimismo e a esperança; e tudo isso, não só por palavras, mais principalmente por ações.

Ao passo que cada indivíduo está se tornando mais e mais obsessivo e compulsivo a respeito de praticamente tudo, pensamentos, sentimentos, emoções, comportamentos, pessoas, objetos, desejos, paixões, ambições, metas, e tantas outras coisas semelhantes; você é o desapego através do qual somos capazes de nos desvencilhar de toda a obsessão e compulsividade interna e externa que a sociedade moderna injeta na população. 

Cada vez mais as pessoas tem sido completamente dominadas e "possuídas" pelo Ego que há nelas, de modo que não conseguem discernir que tal Ego nada mais é do que um impostor se passando por elas cujo único objetivo é fazê-las sofrer das mais variadas formas, mas você, como é o sal da terra, já se deu conta de que o Ego que vive na superfície da sua mente nada mais é do que uma projeção da sociedade implantada, desde a infância, dentro do seu interior, você compreende claramente que o seu verdadeiro Eu não é o Ego, mas sim a vasta presença consciente e silenciosa que chamamos de espírito, e por esse motivo é que a sua vida está livre das amaras do Ego (carne).

Embora a mente de boa parte das pessoas esteja se tornando intelectualmente irracional, ou seja, embora multidões inteiras estejam se tornando escravos do seu próprio intelecto social; você é a razão além do intelecto, a consciência capaz de observar e esquadrinhar livremente o intelecto sem se envolver nem se identificar com ele, e assim conseguir entender todas as coisas a partir de uma perspectiva mais elevada, que não é definida pelos limites que a mente insiste em criar para todos os assuntos e questões da existência humana.

Isso nos leva ao fato de que enquanto muitos, e cada vez mais, indivíduos estão mergulhando a própria existência em um mar de complexidades e complicações, você é a simplicidade que torna a experiência de vida, sua e daqueles que estão ao seu redor, em algo muito mais leve e satisfatório; por exemplo: Quanto mais o consumismo for a nova religião global para a maioria das pessoas principalmente nos países mais desenvolvidos e em desenvolvimento, mais você é o "essencialismo" intencional e voluntário que permite aproveitar a vida sem estar viciado(a) na forma como a sociedade diz que devemos perseguir, obter e acumular tudo ao nosso redor de forma exagerada e inconsciente.

Embora a sombra do medo (todo tipo de medo) esteja ganhando cada vez mais volume e intensidade no coração das multidões; você é a confiança que dissolve todo e qualquer medo que entre em contato com o seu espírito iluminado.

Enquanto a tolice e a insensatez se tornaram o padrão da sociedade, guiando desde pessoas "comuns", passando por empresários, políticos, atletas, celebridades e religiosos; você é a sabedoria e a sanidade que mesmo, e principalmente, longe dos holofotes e dos aplausos da multidão, impede que o ambiente social entre em colapso absoluto. Além disso; por mais que o normal dos indivíduos na sociedade atual seja viver em uma "infantilidade adulta"; você é a maturidade

Quanto mais as ilusões, as fantasias e os sonhos sociais forem a bússola que guia os pensamentos e os comportamentos de cada vez mais pessoas, como se fossem sonâmbulos; mais você é a fé capaz de despertar outros do sono e dissipar toda a hipnose social produzida pelas mais diversas distrações do senso comum e do status quo.

Por esse motivo, foi dito a seu respeito: "Vós sois o sal da terra..."; mas não é só isso; tem mais.

Embora a maioria absoluta da humanidade, mesmo dentro das mais diversas congregações, esteja desperdiçando a própria vida, cada vez mais engajados, numa busca alucinada pela "felicidade social"; você, como sal da terra, compreende que a verdadeira felicidade não pode, e jamais poderá, ser alcançada em nenhum lugar, coisa, pessoa ou circunstância fora do nosso próprio ser; você entende perfeitamente que a felicidade não é uma qualidade social como todas as vozes da coletividade insistem em dizer e pregar, mas ao contrário, a felicidade real é uma característica primordial da essência humana que foi, e continua sendo, soterrada dentro das pessoas por uma montanha de estímulos e impulsos sociais internos e externos, enganosos, cuja única finalidade é roubar a nossa atenção, drenar todos os nossos recursos, dons e talentos, e ainda, nos desvirtuar completamente de experimentarmos, e saborearmos, uma vida plena, na medida em que faz com que os indivíduos se esforcem imensamente e até se sacrifiquem, em jornadas sem fim, na busca de um ideal social de felicidade ilusória, efêmera e inconstante, quando a verdadeira felicidade já está, desde o nascimento, dentro de cada um de nós, apenas a uma simples conscientização de distância. 

Quanto mais a mentira, disfarçada de verdade, falar, gritar, pregar, clamar, e convencer as multidões, espalhando todos as suas ideologias distorcidas e outros conceitos que nada mais são do que algemas, muitas delas douradas, para a mente, para a alma, para o espírito, e para todo o estilo de vida das pessoas; mais você, sendo o sal da terra, é a verdade silenciosa capaz de libertar corações, mentes e vidas, não apenas das mentiras contadas por outros, mas também, e principalmente, daquelas que são criadas e contadas cada qual para si mesmo(a).

Espero que você esteja compreendendo, pois quando a Escritura Sagrada afirma que os verdadeiros cristãos são o sal da terra, ela está dizendo que você, como cristão(a), é a serenidade, a paz de espírito, a lucidez, a consciência, o perdão, a racionalidade, a pacificação, a compaixão, a gentileza, a moderação, a humildade, a satisfação, e o amor, em meio a humanidade agonizante que está sofrendo por dar ouvidos às mais diversas paixões do Ego e a todas as vozes sociais do espírito do mundo.

E tem mais uma coisa muito importante que nós, como o "sal da terra", devemos estar plenamente conscientes; que é:

Enquanto praticamente toda a população das grandes cidades perdeu, ou está em avançado processo de perda da conexão com o planeta no qual vivemos, o que acaba deixando-os insensíveis de modo que perdem a capacidade de olhar para o meio ambiente e para a natureza que nos cerca e reconhecer nela a essência divina que anima todas as coisas; as plantas, as árvores, as flores, as florestas, todo o exército de animais terrestres, marinhos e alados; o próprio ar, os ventos, as nuvens, as chuvas, os desertos, as montanhas, os abismos e penhascos, os vulcões, as geleiras, os mares, lagos, rios, e tantas outras manifestações magníficas da glória de Deus como o texto de Isaías 6.3 pontua muito bem ao dizer: "...Santo é o Senhor dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória.". Você, como o sal da terra, consegue, apenas observando um lírio no campo, ou qualquer outra flor, animal, ou manifestação da natureza, perceber claramente a presença viva e consciente do Criador gerando a vitalidade que sustenta todo o planeta e as espécies que nele vivem, inclusive a nossa; e essa compreensão faz com que você seja sensível para cuidar, manter e proteger esse grande jardim maravilhoso no qual o Altíssimo nos colocou para habitar; diferentemente daqueles que, hipnotizados pela sociedade e envenenados pela loucura do espírito do mundo, buscam unicamente extrair ganhos pessoais mesmo ao custo da destruição da saúde do meio-ambiente e do próprio planeta.

Em suma, todo cristão verdadeiro é por definição um agente celestial de conservação, seja do próprio planeta com todos os seus recursos naturais, como também da "saúde" mental e física da sociedade, e é justamente por causa da ação desses cristãos, cuja maioria nem sequer são notados pelas grandes mídias, pois não fazem nada para serem visto ou aplaudidos pelas pessoas ao redor, pois foi dito: "E não buscamos glórias dos homens." (Tessalonicenses 2.6). Por esse motivo é que a sociedade, assim como o próprio planeta, ainda não se corromperam totalmente sob o jugo e toda a ação destrutiva do espírito do mundo e de todos aqueles que foram ludibriados por suas ilusões, fantasias, sonhos e ambições.

Sem você aqui, tanto a sociedade quanto o planeta seriam um lugar bem pior. Apenas tenha consciência disso, comporte-se de acordo com essa consciência, e a providência divina cuidará do resto.   

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

“...Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18.20

“...Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18.20 Neste texto nós vamos conversar um pouco sobre os benefícios que uma congregação saudável produz na vida de todos aqueles que fazem parte dela; e tenha em mente que congregar significa justamente se reunir com outras pessoas em nome de Jesus, como relatado em Mateus 18.20. Em vários dos textos que tenho compartilhado aqui, procurei falar sobre como o espírito do mundo se infiltrou nas congregações através dos séculos para corromper os sentidos daqueles que as compõem e desvirtuá-los de seguir o verdadeiro caminho de Cristo Jesus, induzindo muitos a praticar todo tipo de estranhezas, distorções da Palavra, e até, a desistir de congregar. Por isso também foi escrito que: "E vindo o dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, Veio também Satanás entre eles." Jó 1.6 Quais são os benefícios de uma congregação saudável? Na verdade a lista de

Pedis e não recebeis, porque pedis mal... Tiago 4.3

"Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites." Tiago 4.3 Esta, sem dúvidas, é uma das frases mais conhecidas do livro de Tiago, mas durante algum tempo tive certa dificuldade de me aprofundar na grande lição contida nela. Será que você já conseguiu extrair deste versículo algo além daquilo que está na superfície? É o que tentaremos fazer agora. Creio que o hábito de pedir seja o mais intuitivo, natural e automático que possuímos, principalmente porque Jesus disse: "Pedi e dar-se-vos-a..." ; "o que pede recebe" e ainda, "tudo que pedirdes em meu nome eu o farei..." Somos ensinados e acostumados a pedir; há alguns até que se tornam viciados em fazê-lo, alguns tratam o Senhor absoluto do universo como se Ele fosse uma espécie de "gênio da bíblia", ou seja, na mentalidade destas pessoas Deus serve apenas para realizar seus desejos não importando o quão banais, vaidosos, egoístas, hedonista

A alegria do SENHOR é a vossa força. Neemias 8.10

"...Portanto não vos entristeçais; porque a alegria do Senhor é a vossa força." Neemias 8.10 No cristianismo há duas relações diretas que afetam grandemente a nossa vida caso tenhamos o devido conhecimento delas para usarmos da forma correta e a nosso favor. E que relações são estas? Como você já deve imaginar por causa do título deste texto estamos falando de alegria e força , assim como de tristeza e fraqueza, ou seja, alegria é igual a força e tristeza é igual a fraqueza; porém o foco de nossa conversa será completamente sobre as duas primeiras.  Cristãos conhecem profundamente isso e usam este entendimento a seu favor; o meu desejo ao escrever este texto é que você também possa fazer o mesmo de modo a fortalecer sua vida cada vez mais. Algumas pessoas podem ter certa dificuldade em entender a necessidade vital que os cristãos têm de se alegrar, de proteger e multiplicar a alegria; tais pessoas podem perguntar: Por que devo me alegrar se as c