Pular para o conteúdo principal

“Se quiserdes, e ouvirdes, comereis o bem desta terra.” Isaías 1.19

 

“Se quiserdes, e ouvirdes, comereis o bem desta terra.” Isaías 1.19

O que o versículo acima está falando quando se refere ao bem desta terra? Seria dinheiro? Posses? Prestígio? Luxo? Poder? Sucesso?

Vamos começar pelo princípio. Alguma vez na vida você já disse algo que as pessoas não compreenderam? Já houve alguma ocasião em que você fez uma afirmação a respeito de um tema específico e as pessoas distorceram suas palavras, entendendo-as da forma que melhor lhes pareceu? Tirando-as do contexto no qual você as pronunciou?

O versículo 19 do primeiro capítulo de Isaías é um dos textos que o espírito do mundo mais tem embaralhado na cabeça dos indivíduos atualmente, fazendo com que as pessoas entendam tal texto apenas de acordo com a ótica social mundana materialista, ignorando a essência do que Deus realmente desejou transmitir ao nosso coração quando registrou aquelas palavras na Escritura Sagrada; dessa maneira, a vida das pessoas acaba sendo confundida como um gigantesco quebra-cabeças que eles lutam constantemente para montar, mas não têm a menor ideia de como fazer isso.

Está escrito: "Se quiserdes, e ouvirdes, comereis o bem desta terra.", mas em algumas traduções esse mesmo texto está ligeiramente diferente, embora o seu significado seja exatamente o mesmo. Por exemplo, na Edição da Bíblia Almeida Revista e Atualizada, este versículo está colocado assim: "Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra.". Embora as duas versões tenham exatamente a mesma essência, uma delas, a segunda, permite que as pessoas a interpretem de uma forma que pode levar os indivíduos a um entendimento ligeiramente equivocado, ou seja, nessa versão que diz "o melhor" as pessoas a interpretam cada qual segundo o seu próprio conceito do que seja "o melhor", (quando na verdade, deveriam interpretar de acordo com o que Deus revela ser o melhor) e na grande maioria das vezes esse conceito pessoal que os indivíduos carregam consigo e aplicam nesse versículo está completamente fundamentado no entendimento que o espírito do mundo espalhou e ainda espalha na sociedade sobre o que é "o melhor" para as pessoas; entendimento esse que é distorcido em sua forma e viciado em sua essência; logo, na busca por atender e satisfazer as expectativas e demandas que esse conceito distorcido e pernicioso cria na sociedade, muitos têm afligindo a própria vida com sofrimento completamente desnecessário.

De fato, muitas pessoas preferem pregar e ler o texto dizendo "comereis o melhor dessa terra", e uma quantidade considerável dessas pessoas, involuntariamente ou deliberadamente, compreendem tal versículo da maneira como o espírito do mundo deseja que façam, e isso acontece porque desde nossa infância vemos a sociedade alardear, através das mais variadas mídias, diversas coisas e experiências como sendo "as melhores" para todos, e as imagens mentais que tais coisas e experiências, propositalmente criam e solidificam em nossa mente acabam sendo carregadas conosco por toda a nossa vida; assim sendo, se não as submetermos a iluminação sóbria da fé, que produz uma observação lúcida, consciente, profunda e a uma análise extremamente criteriosa do que realmente é o melhor para nossa vida, independentemente do que a sociedade afirma; todos os nossos sonhos, metas, desejos e vontades sociais serão sempre gerados a partir das deformações ilusórias que a sociedade declara como "as melhores", mas que podem, e provavelmente não serão as melhores especificamente para nós. 

Dessa forma inúmeras anomalias e conflitos internos serão produzidos como efeitos colaterais de nossa busca viciosa por essas tais "melhores" coisas que o espírito do mundo quer que todos persigam incessantemente e insensatamente. No trailer do documentário da Netflix "The minimalists: Less is Now" (Os minimalistas: Menos é agora), Ryan Nicodemus diz algo extremamente interessante, que é: "Perseguir o sonho americano me custou muito mais do que dinheiro.". Enquanto Joshua Fields Milburn diz algo que completa o raciocínio do amigo, e demonstra quão danoso é o estilo de vida que as pessoas estão buscando viver; ele diz: "Eu estava vivendo o sonho americano, mas não era o meu sonho.". E quanto a nós? Quais sonhos repletos das "melhores" coisas da sociedade estamos perseguindo apenas porque fomos ensinados que devemos fazer isso, ter aquilo, comprar aquilo outro, e assim por diante?

Já faz algum tempo, li algo que me ajudou a compreender a essência do que estou compartilhando com você aqui. No livro "Silêncio: O poder da quietude em um mundo barulhento.", o monge vietnamita Thich Nhat Nanh, que foi indicado por Martin Luther King para o Prêmio Nobel da Paz, escreveu o seguinte: "Certas vezes nos apegamos a sonhos grandiosos, mas essencialmente vazios... Perseguimos sonhos pré-fabricados (após nos convencermos de que tal coisa é o melhor que poderíamos alcançar), sacrificamos nosso precioso tempo vivendo e adorando ambições vazias, sem qualquer significado real, e somos capazes de hipotecar nossa vida por tais coisas.".

Acredite você ou não, é exatamente isso que muitas pessoas estão fazendo tanto no mundo quanto em congregações, e as que agem assim e dizem conhecer e servir a Cristo estão usando justamente o texto de Isaías 1.19 que fala sobre "comer o melhor dessa terra" como justificativa para essa maneira alucinada de viver; eles dizem que devemos buscar sempre pelo melhor em tudo para nossa vida, mas não têm ideia do que realmente é o melhor especificamente para vida deles, assim sendo, seguem o fluxo, acompanham a multidão da sociedade e correm loucamente atrás dos sonhos e objetivos padronizados, assim como de todas as coisas que as demais pessoas estão buscando; e o fazem exatamente da mesma maneira que os outros estão fazendo, não param, não ponderam, não questionam; apenas fazem, desejam, compram e acumulam tudo o que a sociedade diz que é o melhor, mesmo que isso lhes traga cada vez mais peso e vazio físico (profissional, pessoal, familiar, financeiro), mental (sentimental e emocional) e até espiritual; tudo o que importa para eles é criar e cultivar uma ilusão social de que estão experimentando o melhor que a vida tem a oferecer, mas intimamente acabam fortalecendo e tendo de enfrentar, sem descanso, inimigos implacáveis que estão devorando a sociedade, como a ansiedade, a insatisfação, a frustração, a melancolia, a fadiga mental, as expectativas altíssimas, a depressão, e muitos outros semelhantes.

O espírito do mundo conseguiu deturpar o significado e a percepção que as pessoas têm da palavra "melhor" fazendo com que elas a associem instintivamente a uma série de vaidades como o materialismo, o consumismo, as paixões sociais, as ambições pessoais, as megalomanias, as fantasias espirituais e uma vasta gama de outras coisas semelhantes a essas que não produzem, ou produzem pouquíssimo bem verdadeiro ao corpo, à mente, ao espírito e à vida de qualquer indivíduo. Em seguida esse conceito deturpado do que é "o melhor" foi transferido para a mente de líderes e membros de diversas congregações, e essas pessoas trataram de replicar essa abominação, plantando, de maneira dissimulada, no interior de outros a mesma semente envenenada que receberam e não abrem mão de cultivar.

Quando Deus afirma que, se quisermos, e ouvirmos, comeremos o bem (melhor) dessa terra; Ele está deixando claro que deseja que cada um de nós seja plenamente capaz de usufruir dos benefícios que existem em abundância na terra, isso significa que Ele espera que sejamos mentalmente maduros e conscientes, aptos para discernir o que realmente é o melhor para nós, que não necessariamente será o melhor para outra pessoa. Cristo nos ensinou, e ainda tem ensinado, para que ao ouvirmos a Sua voz em nosso interior, tenhamos condições de afastar as vozes sociais que clamam sem parar dentro de nós, tentando nos confundir, para assim nos desvencilharmos das imagens chamativas e dos sonhos dourados que a sociedade tem influenciado os indivíduos a perseguir ao custo da própria tranquilidade, paz, saúde, felicidade e fé.

"Se quiserdes, e ouvirdes, comereis o bem desta terra.".

Todo cristão genuíno sabe que "o bem desta terra" não necessariamente é aquilo que todos aclamam como o melhor. E o verdadeiro melhor para nós não necessariamente é o melhor para outras pessoas. Precisamos que esse entendimento esteja sempre extremamente claro na nossa mente, pois o espírito do mundo vai lutar com todas as forças que possui para tentar nos ludibriar e arrastar novamente para dentro da manada de pessoas confusas e perdidas que caminha aleatoriamente tanto na sociedade quanto em congregações.

Eis alguns exemplos simples:

*O espírito do mundo diz que quanto mais dinheiro, posses e sonhos de consumo uma pessoa tiver, melhor será a vida dela, mesmo que isso produza cada vez mais trabalho desnecessário, e alimente as ansiedades, o estresse e outras aflições internas, mas o Espírito de Deus fala: "Melhor é uma mão cheia com descanso do que ambas as mãos cheias com trabalho e aflição de espírito." Eclesiastes 4.6

*O espírito do mundo afirma que viver nos excessos, nos exageros e nas extravagâncias, das coisas é melhor do que viver com moderação, ele clama para que as pessoas sonhem cada vez mais alto, pensem  extremamente grande e não aceitem nada que seja visto pela sociedade como pequeno ou pouco, mas o Espírito de Deus fala que "Melhor é o pouco com temor do SENHOR do que um grande tesouro onde há inquietação." Provérbios 15.16

*O espírito do mundo prega, dissimuladamente, que é melhor perseguir uma imagem megalomaníaca de sucesso social, que não tenha nada a ver com quem você realmente é, e cobra um alto preço para ser mantida, mas que impressione todos ao redor, do que se contentar com uma vida um pouco mais simples, verdadeiramente rica, e de acordo com o que Deus realmente deseja de nós, mas que não impressiona ninguém; porém, o Espírito de Deus fala que "Melhor é o que se estima em pouco, e tem servos, do que o que se vangloria e tem falta de pão." Provérbios 12.9.

*O espírito do mundo declara que o melhor sempre será a próxima compra, a próxima vitória, o próximo sonho realizado, a próxima meta batida, o próximo recorde alcançado, a próxima vez, e assim por diante. Já o Espírito de Deus fala que "Melhor é a vista dos olhos do que o vaguear da cobiça." Eclesiastes 6.9

Há inúmeros outros exemplos de diferenças entre o que o espírito do mundo diz e o que o Espírito de Deus fala no que se refere ao que é "o melhor", mas não há como colocá-los todos em apenas um texto como esse, Eis portanto o motivo de o SENHOR ter deixado registrado de forma bem clara em Isaías 1.19  "Se quiserdes, e ouvirdes..."; porque querer experimentar e usufruir das melhores coisas da vida todos querem, porém não conseguem fazê-lo plenamente porque estão sempre ouvindo as vozes do espírito do mundo e não a de Deus, embora, muitas vezes não reconheçam isso; ou até saibam, mas ainda assim prefiram deliberadamente seguir as vozes da sociedade, fingindo que estão seguindo a voz de Cristo.

Em uma das passagens bíblicas mais conhecidas dos evangelhos o espírito do mundo tentou fazer Jesus comprar a ideia de aceitar as tais "melhores coisas da sociedade", mas Cristo sabia muito bem que aquelas coisas que o espírito do mundo estava mostrando, embora fossem o desejo de toda a humanidade, (fama, fortuna, luxo, autoridade social, poder político, status, glamour, prestígio, posses, e absolutamente tudo o que a sociedade pode oferecer) não eram verdadeiramente as melhores coisas para Ele. Essa passagem está registrada em Mateus 4.8-9; que diz: "Novamente, o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles. E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares."

Embora Jesus tenha identificado a artimanha do espírito do mundo e se recusado a aceitar as "melhores" coisas que ele estava oferecendo; muitos durante todos os séculos da história humana, e ainda hoje em dia, estão aceitando as propostas sedutoras da sociedade e sendo violentamente enganados, pois sem que tenham consciência passam a adorar tais coisas, norteando a própria vida na busca por obtê-las (às vezes até usando de métodos duvidosos e questionáveis, para dizer o mínimo); e entram em um ciclo sem fim de busca, conquista, insatisfação, nova busca, nova conquista, mais insatisfação; sucessivamente.

Cristãos verdadeiros sabem que o que é realmente melhor para a vida deles nem sempre é o mais reluzente, o melhor nem sempre é o mais gostoso, o melhor nem sempre é o mais agradável, o melhor nem sempre é o que todos estão perseguindo, o melhor nem sempre é o mais grandioso, o melhor nem sempre é o maior, o melhor nem sempre é o mais caro, ou exclusivo. Eis a seguir um exemplo bem básico e simples de compreender: Não importa quanto dinheiro, posses, status, prestígio, fama, autoridade, uma pessoa tenha; não há nada realmente melhor para saciar uma necessidade básica dela, como a sede por exemplo, do que um simples copo de água. Essa pessoa pode até tentar matar sua sede com bebidas caras ou raras, mas não vai conseguir. Isso nos mostra uma verdade singela, mas absoluta, que o espírito do mundo tem usado todo o seu poderio para tentar fazer a humanidade esquecer.

E que verdade é essa?

Que as coisas que nós realmente precisamos para viver física, mental e espiritualmente bem; ou seja, as coisas que realmente farão bem (trarão plenitude) para a nossa vida, geralmente já estão à disposição de todos nós e não tem nada a ver com o glamour ilusório da sociedade. Compreender isso mudará radicalmente a qualidade de vida e o nível de satisfação interna de qualquer um, além disso, ajudará qualquer pessoa a fazer menos esforço, não tendo que carregar os pesos físicos e mentais de uma "tonelada" de coisas que a sociedade diz que são as melhores, mas não são.

O que verdadeiramente nos faz bem (o que realmente é melhor para nós), a presença das pessoas que amamos; contribuir positivamente com a vida de outras pessoas; construir um relacionamento sólido com nosso Criador, adquirir e cultivar a sabedoria, construir um existência de abundância na simplicidade, entre outras; são coisas que qualquer um pode fazer sem ter de se perder no frenesi da nossa sociedade, aliás, tais coisas não são privilégio apenas daqueles que a sociedade venera, na verdade, a maioria deles teve a visão cauterizada pelo estilo de vida frenético que adotaram e nem sequer se dão conta de que tantas coisas poderosamente boas, que produzem tanto bem-estar individual, podem ser conseguidas sem tanto esforço e, ao contrário das "melhores coisas do mundo", geram inúmeros benefícios a seus possuidores.

Comer o bem, ou o melhor, desta terra, significa viver de forma equilibrada em absolutamente todos os aspectos, portanto, da próxima vez que alguém, a mídia, conhecidos, desconhecidos, ou quem quer que seja, inclusive líderes de congregação, disserem que você deve adquirir determinadas coisas, correr atrás de determinados sonhos sociais, fazer determinadas ações ou caminhar em determinada direção na vida porque isso é o melhor para você; pare, pense, medite a respeito segundo o que você já sabe que Deus tem falado particularmente ao seu coração. Pergunte a si mesmo(a) se tais coisas realmente serão o melhor para você ou se são apenas projeções que outras pessoas, ou o espírito do mundo, estão se esforçando para aplicar na sua vida, pois se forem isso causarão muito descontentamento, insatisfação e vazio, mesmo que sejam coisas desejadas, adoradas, perseguidas pelas multidões, e, mesmo que você consiga todas elas sempre se sentirá como se estivesse correndo atrás de vaga-lumes em um vendaval.

Comentários

  1. Respostas
    1. Olá!
      Obrigado por comentar.
      Deus abençoe você abundantemente.
      Grande abraço.

      Excluir
  2. Gostei porque nasci dentro da igreja evangélica acreditando que seria bilionária. Agora estou satisfeita com a explicação 👏👏👏

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Fico contente em saber que esse texto foi útil a você.
      Obrigado por deixar seu comentário aqui.
      Que a sabedoria de Deus se multiplique em você e flua de tal forma que seja uma fonte de bênçãos para todos ao seu redor.
      Grande abraço.

      Excluir
    2. Amém, muito gratificante esse estudo.
      Deus continue abençoando sua vida.

      Excluir
    3. Olá!
      Agradeço a Deus por sua visita e comentário aqui. Obrigado.
      Que a luz de Cristo sirva de nutriente para o desenvolvimento da sabedoria em você.
      Grande abraço.😊

      Excluir
  3. Muito bom conteúdo! Deve ser divulgado no nosso meio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rosamaria!
      É com satisfação que leio o seu comentário; obrigado por deixá-lo aqui.
      Que a divina luz de Cristo brilhe através de você e abençoe a todos ao seu redor.
      Grande abraço.

      Excluir
    2. Estou admirada com o texto. Eu estava em um devocional e creio que Deus em sua bondade me fez chegar nesse texto, e me fez tomar consciência da minha ansiedade. Obrigada

      Excluir
    3. Olá Jaqueline!
      Seja bem-vinda ao blog e obrigado por comentar.
      Fico contente em saber que o texto foi útil a você. Agradeço a Deus por tê-la trazido aqui.
      Que o Altíssimo dê clareza, consciência e lucidez de pensamento a você.
      Grande abraço.😊

      Excluir
  4. Que benção essa palavra, é uma pregação em forma de texto, aprendi mais lendo esse texto do que em anos em congregações, Deus o abençoe a cada dia e o use para alcançar mais é mais vidas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Agradeço a Deus por esse texto ter sido útil a você.
      Obrigado por comentar aqui.
      Que Cristo te dê clareza, consciência e lucidez de pensamento em todas as coisas.
      Grande abraço.😊

      Excluir
  5. Parabéns pelo texto! Sempre tive extamente esse pensamento e agradeço por se deixar usar como instrumento e com tamanha habilidade, irei enviar para amigos e familiares.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rev. Diác. Alexandre!
      Seja muito bem-vindo ao blog.
      Obrigado por deixar seu comentário aqui.
      Que o Amor do Altíssimo aqueça o seu coração de tal forma que alcance a todos que tiverem o menor contato com você.
      Grande abraço.😊

      Excluir
  6. Que texto maravilhoso,aprendi muito nesta tarde,Deus já tinha tocado em meu coração,para meditar nesse versículo,pois ouvimos muito de buscas materiais e que até acabam nos afastando do verdadeiro propósito que ele tem pra nossa vida.Muito esclarecedor esse texto,e dê muita sabedoria.Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      É com alegria que leio o seu comentário. Obrigado por deixá-lo aqui.
      Fico contente em saber que você gostou do texto.
      Que a sabedoria de Cristo se desenvolva na sua mente e espírito de tal forma que você sempre saiba o que realmente é o melhor para a sua vida.
      Grande abraço.😊

      Excluir
  7. Bom dia e a paz Luiz!
    Muito bom o texto abriu bastante o meu entendimento na questão do que realmente significa "o melhor desta terra" e também o verdadeiro propósito da prosperidade para nossas vidas. Deus abençoe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Paz.
      Ler o seu comentário e falar com você é uma grande bênção de Deus para mim.
      Fico contente em saber que o texto foi de alguma utilidade a você. Agradeço a Deus por isso.
      Que a sabedoria de Cristo sempre revele a você o que realmente é o melhor desta terra para a sua vida.
      Grande abraço.😊

      Excluir
  8. Como cristãos somos inquilinos deste mundo e moradores do céu.
    Infelizmente líderes fazem este tipo de pregação prá justificar suas riquezas.
    O Espirito Santo nos dê sabedoria
    A paz do Senhor a todos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Obrigado por comentar aqui.
      Que Deus dê paz, saúde, sabedoria e sucesso a você.
      Grande abraço.
      Seja feliz😊

      Excluir
  9. Obrigada , Deus com certeza falou comigo, como é bom ouvir sua voz, que ele continue usando o senhor para levar a sua verdade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Seja sempre bem-vinda aqui no blog.
      Louvo a Deus por Ele ter falado com você através desse texto.
      Obrigado por deixar o seu comentário aqui.
      Que a sabedoria do Altíssimo conceda clareza, consciência e lucidez de pensamento, e de fé, a você.
      Grande abraço.
      Seja feliz.😊💖

      Excluir
  10. O povo Cristão deveria ser o povo mais abençoado na terra, mas é lamentável e triste padecem por falta de entendimento, não querem ter vida com Deus! Bens materiais falam muitooooo mais altooo. É muito delicado complicado ficarmos falando em um mundo louco onde pessoas já tem suas opiniões formadas em sua cabeça.
    Só nosso Deus mesmoooo e Oro a todo momento e almejo que venha nos buscar
    e nos tirar dessa terra o quanto antes.
    Ansiosa pelo ARREBATAMENTO.🙏🙏🙏

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Seja bem-vinda aqui no blog.
      Obrigado por compartilhar o seu comentário.
      Que você se fortaleça cada vez mais na maravilhosa Graça e no poderoso Amor de Deus que há em Cristo Jesus.
      Grande abraço.
      Seja sempre feliz.😊💖

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“...Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18.20

“...Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18.20 Neste texto nós vamos conversar um pouco sobre os benefícios que uma congregação saudável produz na vida de todos aqueles que fazem parte dela; e tenha em mente que congregar significa justamente se reunir com outras pessoas em nome de Jesus, como relatado em Mateus 18.20. Em vários dos textos que tenho compartilhado aqui, procurei falar sobre como o espírito do mundo se infiltrou nas congregações através dos séculos para corromper os sentidos daqueles que as compõem e desvirtuá-los de seguir o verdadeiro caminho de Cristo Jesus, induzindo muitos a praticar todo tipo de estranhezas, distorções da Palavra, e até, a desistir de congregar. Por isso também foi escrito que: "E vindo o dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, Veio também Satanás entre eles." Jó 1.6 Quais são os benefícios de uma congregação saudável? Na verdade a lista de

Pedis e não recebeis, porque pedis mal... Tiago 4.3

"Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites." Tiago 4.3 Esta, sem dúvidas, é uma das frases mais conhecidas do livro de Tiago, mas durante algum tempo tive certa dificuldade de me aprofundar na grande lição contida nela. Será que você já conseguiu extrair deste versículo algo além daquilo que está na superfície? É o que tentaremos fazer agora. Creio que o hábito de pedir seja o mais intuitivo, natural e automático que possuímos, principalmente porque Jesus disse: "Pedi e dar-se-vos-a..." ; "o que pede recebe" e ainda, "tudo que pedirdes em meu nome eu o farei..." Somos ensinados e acostumados a pedir; há alguns até que se tornam viciados em fazê-lo, alguns tratam o Senhor absoluto do universo como se Ele fosse uma espécie de "gênio da bíblia", ou seja, na mentalidade destas pessoas Deus serve apenas para realizar seus desejos não importando o quão banais, vaidosos, egoístas, hedonista

A alegria do SENHOR é a vossa força. Neemias 8.10

"...Portanto não vos entristeçais; porque a alegria do Senhor é a vossa força." Neemias 8.10 No cristianismo há duas relações diretas que afetam grandemente a nossa vida caso tenhamos o devido conhecimento delas para usarmos da forma correta e a nosso favor. E que relações são estas? Como você já deve imaginar por causa do título deste texto estamos falando de alegria e força , assim como de tristeza e fraqueza, ou seja, alegria é igual a força e tristeza é igual a fraqueza; porém o foco de nossa conversa será completamente sobre as duas primeiras.  Cristãos conhecem profundamente isso e usam este entendimento a seu favor; o meu desejo ao escrever este texto é que você também possa fazer o mesmo de modo a fortalecer sua vida cada vez mais. Algumas pessoas podem ter certa dificuldade em entender a necessidade vital que os cristãos têm de se alegrar, de proteger e multiplicar a alegria; tais pessoas podem perguntar: Por que devo me alegrar se as c