Pular para o conteúdo principal

“...Atenta para o ministério que recebestes no Senhor, para que o cumpras.” Colossenses 4.17



“...Atenta para o ministério que recebestes no Senhor, para que o cumpras.” Colossenses 4.17


Vamos falar mais um pouco sobre a sua atenção. O seu bem pessoal mais valioso.


Nossa vida é o nosso primeiro grande ministério concedido por Deus para cumprirmos com excelência; e ela é como um gigantesco quebra-cabeças que, sem atenção, não seremos capazes de montar adequadamente.

Alguém pode argumentar que sempre ouviu dizer que o tempo é o que temos de mais valioso na vida porque ele é um recurso finito. Sim, é verdade que nosso tempo é um recurso não renovável, não podemos fabricar mais tempo de vida, e ele está sempre se esvaindo de nós, escapando entre nossos dedos, fugindo da nossa percepção, mas dizer que ele ainda seja a nossa posse mais preciosa é no mínimo um equívoco, porém, é um equívoco compreensível porque esse pensamento é mais uma das ilusões sociais do espírito do mundo.


E por quê?

Porque esse tipo de pensamento já foi verdade no passado, até o final do século 20 onde a quantidade de distrações eram muito menores e a intensidade delas era muito mais branda do que são hoje; acompanhe comigo: Em 1930 a principal distração que conseguia capturar a mente das pessoas, tornando a atenção deles difusa era o rádio; nos anos de 1970 já haviam o rádio e a televisão como principais distrações; nos anos de 1980 havia o rádio, a televisão e os vídeo games; nos anos de 1990 já existiam os computadores pessoais, além de todos os anteriores; nos anos 2000 a sociedade já tinha rádio, televisão, vídeo games, e a internet; e, em 2020 o mundo tem tudo isso e as poderosas mídias sociais. Só Deus sabe que tipo de outras distrações surgirão no futuro.

Antes de prosseguir deixe-me esclarecer que não estou dizendo que o nosso tempo não é importante, é claro que é, de fato ele é mais importante do que a maioria das pessoas consegue perceber. O que estou dizendo neste texto é que o tempo, na sociedade atual, não é mais o MAIS importante recurso vital que possuímos, como já foi um dia, atualmente o espírito do mundo desenhou uma estratégia para fazer com que as pessoas lancem fora o seu tempo de vida e todos os outros recursos vitais que possuem, como a fé, o amor e outros, voluntariamente. A essência da sociedade mudou e a maioria das pessoas não percebeu; agora há algo que o espírito do mundo está devorando nas pessoas para fazer com que desperdicem a vida que lhes foi concedida. Ao devorar a atenção das pessoas com tantas distrações, suas mentes se tornam cada vez mais fracas e influenciáveis; de fato; a falta de atenção causada pelas distrações é como uma neblina densa que vai se espalhando pela mente das pessoas até impedir completamente que tenham controle sobre si mesmos.

É bem verdade que as distrações citadas acima não são as únicas que atravessaram o tempo, surgiram e sumiram no contexto social; é verdade também que algumas distrações têm mais prevalência em determinadas épocas e exercem maior ou menor fascínio, sedução e, portanto, mais força distrativa sobre as pessoas. Note, porém, que as distrações que citei, assim como muitas outras que existem, não são em si mesmas boas ou ruins, o que estou dizendo aqui é que elas têm sido amplamente utilizadas pelo espírito do mundo, de forma distorcida, para capturar cada vez mais a atenção das pessoas e fazer com que a mente dos indivíduos se torne difusa, repleta de pensamentos imprecisos e nebulosos sem qualquer clareza, lucidez ou consciência verdadeira.  

E porque fiz esse pequeno retrospecto?

Para mostrar claramente que no passado a mente humana precisava lidar com muito menos roubadores de atenção, e essas distrações exerciam muito menos influência sobre o pensamento humano do que o que está acontecendo atualmente ao nosso redor. A sociedade criou e continua criando distrações dentro de outras distrações apenas para estilhaçar a atenção de homens e mulheres, adultos e crianças, como jamais aconteceu na história da raça humana. E pessoas com a atenção estilhaçada não conseguem edificar uma vida plena em todos os aspectos.

E o que isso significa na prática?

Significa que quanto mais distraída a mente de uma pessoa estiver mais dispersos serão os seus pensamentos, e, quanto mais dispersos forem seus pensamentos mais divididas estarão as suas forças; e quanto mais divididas estiverem as suas forças mais fácil será para alguém manipular seus sentimentos emoções, sensações, desejos, sonhos, objetivos, palavras e ações; e, com quanto mais facilidade forem manipulados, tanto por pessoas quanto pelas influências sociais do espírito do mundo mais vulneráveis estarão a todo tipo de tentações; e quanto mais vulneráveis estiverem a essa quantidade absurdamente massiva de tentações que existem na sociedade mais pecado cometerão. Acho que você já compreendeu para aonde essa espiral descendente pode levar as pessoas.

Todo indivíduo cuja atenção for capturada pelos diversos tipos de distrações que estão ao redor passa a "viver" de forma automática. Mas o que isso significa? Quais são os sintomas demonstrados por alguém que esteja vivendo automaticamente? Eis aqui abaixo alguns:

* Pessoas vivendo no automático falam sem pensar e têm um desejo ardente de opinar, o tempo, todo sobre tudo;
* "Olham" tudo ao redor, mas não enxergam quase nada;
* "Andam" por toda parte e para toda parte, mas não sabem para onde devem ir, nem aonde querem chegar;
* Comem e bebem exageradamente, mas já não saboreiam nenhum alimento;
* Compram de tudo e nunca ficam satisfeitos com coisa alguma;
* "Escutam" o que lhes é dito, mas são incapazes de ouvir;
* Vão à congregação, mas não se conectam com Deus;
* Divertem-se excessivamente, mas não se alegram;
* Estão sempre em busca da felicidade, mas nunca a encontram;
* Agem sempre precipitadamente;
* Ganham dinheiro, mas estão sempre necessitando de cada vez mais;
* Sacrificam-se em busca de realizar sonhos que nem são seus;
* Mesmo quando estão "descansando" (Nas férias, nos passeios com a família ou em qualquer ocasião propícia para renovar as energias), não conseguem repousar;
* Casam-se, mas não ponderam se o estão fazendo com a pessoa mais adequada;
* São ansiosos, apressados, angustiados e deprimidos;
* Desperdiçam todos os seus recursos vitais, dos quais podemos finalmente destacar o TEMPO.

Estes são apenas alguns dos muitos comportamentos demonstrados por pessoas que estão vivendo automaticamente distraídas, e infelizmente tais pessoas estão tanto na sociedade mundana (onde são maioria absoluta) como também dentro das congregações (onde são uma quantidade muito maior do que deveria). Ao tentar dar atenção para tantas distrações sociais/mentais simultaneamente, acabam, sem perceber, sendo como que hipnotizados pela fascinação que tais distrações exercem sobre o cérebro humano, assim perdem a lucidez, a consciência deles adormece e abrem mão de toda a clareza que deveriam cultivar para viver de uma maneira mais plena cumprir com o ministério que o SENHOR tem reservado para eles; tornam-se como sonâmbulos sociais. Eis um dos motivos pelo qual foi escrito em Efésios 5.14: "...Desperta ó tu que dormes... e Cristo te esclarecerá.".

Nos dias atuais, assim como nos vindouros, nossa atenção deve ser um ponto de máxima vigilância, de modo que precisamos protegê-la e concentrá-la sempre nas "poucas" coisas mais relevantes e importantes da nossa vida física, mental e espiritual para que possamos frutificar com a devida qualidade, investindo com sabedoria todos os nossos recursos vitais, dentre eles o nosso tempo, mas também a fé e o amor, de uma maneira que seja mais lúcida, consciente e benéfica para nós mesmos, para nossa família, para os que estão ao nosso redor, mesmo que sejam desconhecidos, porque assim estaremos finalmente retomando o controle de nossos próprios pensamentos, quebrando as influências que as distrações têm sobre nossa vida, para que possamos alinhar a nossa mente com a mente de Cristo; assim estaremos cumprindo, sem máscaras, nem ilusões, nem distorções, nem fingimentos, o ministério que recebemos de Deus e poderemos, um dia, falar como o apóstolo Paulo deixou registrado em 2 Timóteo 4.7, que diz: "Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.", em outras palavras o que ele estava dizendo era: Eu vivi de acordo com o que Deus desejou para mim, portanto, cumpri o ministério que recebi do SENHOR.


Comentários

  1. Respostas
    1. Olá!
      Seja sempre muito bem-vindo ao blog. Fico contente em saber que você gostou do texto.
      Obrigado por comentar aqui.
      Que Cristo dê clareza, consciência e lucidez de pensamento a você.
      Grande abraço.😊

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“...Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18.20

“...Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18.20 Neste texto nós vamos conversar um pouco sobre os benefícios que uma congregação saudável produz na vida de todos aqueles que fazem parte dela; e tenha em mente que congregar significa justamente se reunir com outras pessoas em nome de Jesus, como relatado em Mateus 18.20. Em vários dos textos que tenho compartilhado aqui, procurei falar sobre como o espírito do mundo se infiltrou nas congregações através dos séculos para corromper os sentidos daqueles que as compõem e desvirtuá-los de seguir o verdadeiro caminho de Cristo Jesus, induzindo muitos a praticar todo tipo de estranhezas, distorções da Palavra, e até, a desistir de congregar. Por isso também foi escrito que: "E vindo o dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, Veio também Satanás entre eles." Jó 1.6 Quais são os benefícios de uma congregação saudável? Na verdade a lista de

A alegria do SENHOR é a vossa força. Neemias 8.10

"...Portanto não vos entristeçais; porque a alegria do Senhor é a vossa força." Neemias 8.10 No cristianismo há duas relações diretas que afetam grandemente a nossa vida caso tenhamos o devido conhecimento delas para usarmos da forma correta e a nosso favor. E que relações são estas? Como você já deve imaginar por causa do título deste texto estamos falando de alegria e força , assim como de tristeza e fraqueza, ou seja, alegria é igual a força e tristeza é igual a fraqueza; porém o foco de nossa conversa será completamente sobre as duas primeiras.  Cristãos conhecem profundamente isso e usam este entendimento a seu favor; o meu desejo ao escrever este texto é que você também possa fazer o mesmo de modo a fortalecer sua vida cada vez mais. Algumas pessoas podem ter certa dificuldade em entender a necessidade vital que os cristãos têm de se alegrar, de proteger e multiplicar a alegria; tais pessoas podem perguntar: Por que devo me alegrar se as c

“Lança o teu pão sobre as águas, porque, depois de muitos dias, o acharás.” Eclesiastes 11.1

“Lança o teu pão sobre as águas, porque, depois de muitos dias, o acharás.” Eclesiastes 11.1 Imagine por um instante que você está parado junto à margem de um grande e caudaloso rio, no qual, as águas passam por você ininterruptamente em grande volume. Agora imagine que em sua mão há uma cesta de pães de onde você retira alguns deles e gradativamente lança sobre as águas, um após outro. O que acontecerá com todos os pães que você jogar no rio? Exatamente isso que você imaginou. Todos são rapidamente levados para longe de você pela correnteza. E qual é a chance de você encontra-los novamente? Praticamente nenhuma. Mas porque criei toda essa visualização mental afinal de contas?  Para que você compreenda com mais facilidade a analogia utilizada por Salomão em Eclesiastes 11.1. O fato é que toda aquela visão mental que acabei de descrever é a forma como os cristãos compreendem a "mecânica" das boas obras. Como assim? A vida é como um grande rio e a corre