Pular para o conteúdo principal

“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas...” Jeremias 17.9



“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?” Jeremias 17.9

Por que o coração é enganoso? Como o coração nos engana e nos perverte? O que ele mais usa para fazer isso? Como podemos deixar de ser enganados por nosso próprio coração?

Diga-me: Você conseguiria resumir Jeremias 17.9 em uma única palavra?

Se você for capaz de fazer isso entenderá o motivo pelo qual o coração humano é tão enganoso e perverso; e é justamente isso que este texto se propõe a ajudar você a fazer.

Olhando e analisando, diligentemente, a maneira como as pessoas têm se comportado na sociedade mundana atual e também dentro das mais diversas congregações; assim como, prestando atenção em como eu mesmo me comportei durante anos da minha vida, antes de ser encontrado e convertido pela Santa Palavra de Deus; percebi que há algo dentro de cada ser humano, uma inclinação com uma capacidade absurda de nos desvirtuar, mesmo quando possuímos a melhor das intenções, e se não estivermos plenamente conscientes dessa inclinação e vigilantes para não sofrermos a influência interior que ela exerce livremente sobre a grande maioria dos indivíduos, seremos sumariamente dominados.

E qual seria essa inclinação?

Exatamente a palavra que resume o motivo pelo qual o coração humano é tão enganoso e perverso. Estou falando da Paixão.

O coração humano é enganoso, mais do que todas as coisas, e perverso, justamente porque ele, por natureza, está constantemente ardendo de paixão por uma ou várias coisas ao mesmo tempo. Esta é uma das características, ou marcas, que a nossa carne herdou por causa da queda da humanidade no Pecado Original; ou seja, nos tornamos capazes de nos apaixonarmos, louca e perdidamente, por qualquer coisa, por nós mesmos, por nossas ideias, por nossas expectativas, por nossas preferências, por nossas opiniões, por nossas narrativas, por nossos sonhos, por nossas vaidades, por nossas ambições, por nossos exageros, por nossas mentiras, por nossas perspectivas, por nossas fantasias, por nossas crenças, por nossa ignorância, por nossa inteligência e muito mais. 

Mas não é só isso, pois também somos capazes de nos apaixonar pelas outras pessoas e por tudo o que elas possuam ou demonstrem, seus talentos, seus dons, suas ideias, suas opiniões, seu estilo de vida, sua aparência e etc...; porém, como se tudo isso já não fosse péssimo para a vida de qualquer um, também somos capazes de nos apaixonar pelo mundo (pela sociedade) e por tudo o que há nele, suas ilusões, seus tesouros, seu glamour, seu status, sua fama, suas ofertas e uma série quase infindável de outras coisas. Parece familiar? Agora imagine por um instante o quão nocivo é para uma pessoa ter uma quantidade tão grande de paixões gravitando em uma velocidade alucinante dentro do coração, de uma forma tão vertiginosa que impede os indivíduos de distinguir qual é qual, de onde tais paixões realmente surgiram e para onde os estão guiando. Sim, porque grande parte das pessoas está sendo guiada às cegas por suas paixões. Este é o panorama de uma parte considerável da população do planeta.

As paixões erguem uma densa muralha de névoa sobre a mente de quem as cultivam e arruínam a vida de tais pessoa; lembre-se de Sansão, apaixonado por Dalila; Saul, apaixonado por sua posição de rei; a mulher de Ló, apaixonada pela cidade onde morava; ou, Judas Iscariotes, apaixonado por dinheiro. Estes são apenas alguns exemplos.

Não é de se admirar que a humanidade esteja sendo impiedosamente e constantemente traída por suas próprias impressões e percepções a respeito de praticamente tudo o que as rodeia, pois a paixão dentro delas distorce e degrada todas as coisas em seu interior, seus pensamentos, sentimentos, emoções, a forma como interpretam tudo ao redor, a maneira como interagem consigo mesmos e com os outros, e até a delas; e, obviamente, o resultado dessas distorções internas produzidas pelas paixões é que as pessoas vão deformando sua própria mente e, consequentemente, toda a sua vida. O problema é que não fomos ensinados a ver as coisas desta forma, a sociedade doutrina as pessoas para enxergar a paixão como algo bom e desejável, somos incitados a acreditar que, durante a história da humanidade, a paixão inspirou poetas e filósofos, impulsionou empreendedores, guiou desbravadores e conquistadores, motivou atletas, fortaleceu visionários e direcionou líderes. Certamente em algum momento você já ouviu as vozes da sociedade dizendo frases como:

*Encontre a sua paixão.
*Deixe sua paixão guiar você.
*Mostre ao mundo a sua paixão.

Ao ouvir estas frases, e uma multidão de outras semelhantes, as pessoas assumem, equivocadamente, que a paixão seja o combustível principal para todas as realizações e conquistas individuais dos seres humanos, e é exatamente isso que o espírito do mundo deseja que pensemos, pois dessa forma ele não terá dificuldade de fazer com que os indivíduos sejam consumidos pela chama descontrolada produzida pela paixão de maneira a perverter o coração, os hábitos e a vida das pessoas. A paixão entorpece nossa razão, e sem a razão nos tornamos alvos fáceis para qualquer tipo de engano. Ela usurpa o espaço em nossa mente que devia ser ocupado pelo amor e pode até nos transformar em "monstros".

Cristãos verdadeiros sabem que a paixão não é uma virtude, por isso foi escrito: "E os que são de Cristo crucificaram a carne com suas paixões..." Gálatas 5.24, muito pelo contrário, todo cristão compreende que paixões são apegos tão exagerados que se tornam doentios, mesmo que comecem aparentemente de maneira moderada; logo, nada de realmente bom e produtivo pode ser gerado por elas ou por quem se entrega a elas. 

Mulheres foram, e são, atacadas, feridas, física, emocional, ou moralmente, e até mortas, por homens que dizem ter feito tal abominação por amor, mas na verdade cometeram tal atrocidade porque se permitiram apaixonar por seu próprio ciúmes. Semelhantemente, pessoas roubam quantidades astronômicas de dinheiro porque estão apaixonadas pelo estilo de vida que julgam que ele pode comprar, mas se esquecem que o dinheiro compra a melhor de todas as camas, mas não compra o sono; compra amigos, mas não compra amizade verdadeira. Guerras horrendas foram travadas ao longo da nossa história apenas porque os líderes mundiais costumam ser apaixonados por sua própria visão de mundo; países e povos foram oprimidos e massacrados porque seus governantes são apaixonados pelo poder. Os exemplos de como a paixão arruína tudo em que toca, desde as coisas pequenas até as maiores, são praticamente intermináveis, basta estarmos atentos para ver.

Então você pensa: Mas o que é que isso tem a ver comigo? Eu não sou como essas pessoas!

Pois é. Isso é exatamente o que qualquer pessoa dominada pela paixão também diria. Não estou afirmando que você seja assim, mas rogo que você mantenha vigilância constante e redobrada sobre seu coração, como nos foi ensinado em: "Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração..." Provérbios 4.23, porque o fato é que a paixão é um veneno sem cor, sem gosto e sem cheiro, até que já seja tarde demais; logo, as pessoas têm bastante dificuldade de identificá-la em sua própria vida sem uma analise extremamente prudente, sincera e desapegada de si mesmos.

Uma das principais tarefas da vida de qualquer cristão genuíno é identificar em si mesmo(a) os sinais de qualquer tipo de paixão e, conscientemente, construir o hábito de se desapaixonar; ou seja, não se permitir dominar pelo assédio que elas produzem em nós, pois se não fizermos isso estaremos dando carta branca ao nosso próprio coração para que ele nos engane das mais variadas formas possíveis e nos perverta muito além do que podemos imaginar, ou mesmo perceber.

E como isso acontece? Como nosso coração usa a paixão para nos ludibriar e perverter nossa vida? Eis abaixo uma pequena lista, e talvez, você, assim como eu, se for sincero(a) consiga perceber a si mesmo em alguns dos enganos relatados nela.

*Quando nos apaixonamos por nossa própria inteligência ou conhecimento, nos tornamos prepotentes.
*Quando nos apaixonamos por nossos próprios talentos e dons, nos tornamos orgulhosos.
*Quando nos apaixonamos por nossa própria sabedoria, nos tornamos loucos.
*Quando nos apaixonamos pelos sonhos que estão dentro de nós, começamos a delirar.
*No momento em que nos apaixonamos por nossas ambições, nos tornamos gananciosos.
*No instante em que nos apaixonamos por nossas próprias opiniões, nos tornamos intransigentes.
*Quando alguém se apaixona por sentir pena de si mesmo, começa a se vitimizar e torna-se um(a) murmurador(a).
*Sempre que uma pessoa se apaixona por sua própria imagem, externa ou interna, tal pessoa torna-se narcisista.
*Qualquer um que se apaixone pela fama, pelo status social, e, ou, pelo glamour; ficará "cego".
*Qualquer um que se apaixone pelo prestígio social se tornará insensível.
*Quando nos apaixonamos pelas riquezas, nos tornamos miseráveis.
*Quando nos apaixonamos pelo dinheiro, nos tornamos avarentos.
*Todo indivíduo que se apaixona pelo sucesso torna-se um fracassado.
*Todos que já se apaixonaram pela vitória tornaram-se derrotados.
*Toda pessoa que se apaixona pela desconfiança torna-se paranoica.
*Todas as vezes que nos apaixonarmos por nossa ignorância nos tornaremos preconceituosos.
*O homem ou a mulher que se apaixona pela vida de outra pessoa torna-se invejoso(a).
*Se nos apaixonarmos por alguém, nos tornaremos obsessivos.
*Se nos apaixonarmos por uma meta, ou objetivo, nos tornamos obcecados.
*Se alguém se apaixonar por algum comportamento, qualquer que seja, ficará viciado.
*Se nos permitirmos apaixonar por nossa própria espiritualidade, nos tornaremos radicais.
*Se a religião for a nossa paixão, nos tornaremos em fanáticos.
*Em qualquer tempo que nos apaixonarmos por nossa autoconfiança, nos tornaremos arrogantes.
*Quando alguém se apaixona por algum objeto ou símbolo, torna-se idólatra.
*Quando nos apaixonamos por facilidades, nos tornamos corruptos.
*Quando nos apaixonamos por ideias, nossas ou de outras pessoas, nos tornamos iludidos.
*Quando nos apaixonamos por promessas, nos tornamos manipuláveis.
*Quando nos apaixonamos por nossos próprios pensamentos e emoções, nos tornamos mentirosos.
*Os que se apaixonam pelo poder tornam-se tiranos.
*Os que se apaixonam por ideologias tornam-se militantes.
*Os que se apaixonam pelo prazer tornam-se devassos.
*Os que se apaixonam pelo medo tornam-se covardes.
*Se apaixone pela coragem e serás imprudente.
*Se apaixone pelos pensamentos e opiniões dos outros a seu respeito e serás inseguro(a).
*Quem se apaixona pelo conforto se torna preguiçoso.
*Quem se apaixona pelo futuro torna-se ansioso.
*Quem se apaixona pelo passado torna-se nostálgico.
*Apaixone-se por suas próprias vontades e desejos, e se tornará egoísta.
*Quando nos apaixonamos por qualquer uma das nossas paixões, nos tornamos escravos. 

Agora imagine várias destas paixões, ou todas elas, e muitas outras, agindo ao mesmo tempo, em diferentes graus de influência e intensidade, dentro do coração das pessoas, mulheres e homens, adultos ou crianças. E acredite, isso também ocorre conosco além do que conseguimos perceber apenas nos analisando superficialmente, e, muito mais do que podemos imaginar ou do que gostaríamos, ou temos coragem de, admitir. Espero que a pequena lista acima, que é apenas uma mera amostra, sirva para, de alguma maneira, dissipar um pouco da névoa que o espírito do mundo mantém sobre nossa consciência, de modo a deixar claro os danos e estragos que os enganos provocados pela paixão do nosso coração podem causar em nosso interior, e, consequentemente, em toda a nossa vida, tal como tem feito na vida de bilhões de pessoas no mundo e também dentro de congregações.

E como é que podemos nos livrar da perversão e dos enganos terríveis provocados e alimentados pelas paixões do nosso próprio coração? 

A verdade é que não podemos nos livrar totalmente delas, pois são parte da natureza humana que habita em nós, que a bíblia chama de carne, e quer gostemos ou não, sempre as carregaremos em nosso interior; e elas sempre lutarão para exercer mais e mais influência sobre nós impedindo que sejamos inspirados e guiados pelo Espírito de Deus, por isso também foi escrito em Gálatas 5.17 que: "...A carne cobiça contra o Espírito...", ou seja, a nossa carne, que são justamente as paixões do nosso coração, está todo o tempo tentando se impor para moldar quem somos e como agimos, porém, os cristãos verdadeiros anulam conscientemente e deliberadamente as suas paixões, não permitindo que elas exerçam influência sobre eles; como foi dito em Gálatas 2.24: "E os que são de Cristo crucificaram a carne com suas paixões...". Fazendo isso abrem espaço em seu interior e exterior para viver e serem guiados pelo Espírito, através do dom supremo, o amor, a Deus, a si mesmos e ao próximo; e ao contrário de um coração cheio de paixões, que é terrivelmente enganoso, doentio, exagerado, estéril e perverso; um coração norteado pelo amor é lúcido, manso, moderado, saudável e frutífero.

Mas como diminuir as influências que as paixões de nosso coração exercem sobre nós, para substituí-las pelas influências do amor?

O primeiro passo que devemos dar é tomar conhecimento de quais paixões estão nos afetando no nosso dia a dia; temos sido arrogantes? Covardes? Obsessivos? Imprudentes? Gananciosos? Inseguros? Corruptos? Cegos? Manipuláveis? Iludidos? Megalomaníacos? Invejosos? Mentirosos? Etc...; As pessoas mundanas e dentro de congregação que são governados e enganados por suas paixões não se dão conta de que esse processo está acontecendo, eles apenas falam e agem de acordo com os impulsos enganosos que recebem do próprio coração, pois acreditam que é o que deve ser feito; foram ensinados assim, eles acham que devem ser dirigidos pelo coração, e por falta de conhecimento submetem a si mesmos a grande sofrimento. Você alguma vez já ouviu alguém dizer: "Siga o seu coração." ou "Confie no seu coração.", pois é, este é o espírito do mundo falando, pois ele sabe que qualquer um que siga o próprio coração será completamente dominado pelas paixões, enganado e arruinado por elas. Lembre-se sempre que: Todo aquele(a) que segue a si mesmo tem um louco como guia.

Está escrito: "O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento..." Oséias 4.6 Para anularmos as influências das paixões sobre nós precisamos ter conhecimento de quais estão agindo em nosso interior; e por mais que desejemos esconder ou não tenhamos coragem de encará-las e admitir, há várias paixões em nosso coração, praticamente todos os seres humanos as têm. Quanto mais conhecimento tivermos, quanto mais paixões sorrateiras identificarmos em nós mesmos, mais seremos capazes de tomar delas o poder que exerçam em nossa vida. Se quisermos realmente ter o controle de nossa existência precisamos nos habituar, diariamente, a investigar nosso próprio coração, pois está escrito que: "A glória dos reis é tudo investigar" Provérbios 25.2B; e uma vez que consigamos enxergar claramente as paixões que têm nos enganado, e repito, todos nós temos várias; automaticamente estaremos adquirindo o conhecimento claro do que precisa ser alterado em cada um de nós. Sem esse autoconhecimento jamais conseguiremos triunfar sobre nossas paixões.

O segundo passo para deixarmos de ser enganados por nosso próprio coração é manter absoluta vigilância sobre ele pelo tempo que caminharmos sobre a face da terra, jamais poderemos baixar a guarda, nunca deveremos nos distrair, para que outras paixões sorrateiras não se insinuem em nosso interior; essa vigilância é uma forma preventiva que temos de proteger nosso coração contra a sedução das miríades de paixões que tão de perto nos rodeiam; lembre-se, está escrito: "Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração...." Provérbios 4.23 


Comentários

  1. Poxa quem foi o autor desse texto queria elogiar que foi alguém muito inspirado em Deus isso é tudo verdade. Foi um texto muito impactante e inspirador

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      É com alegria que li o seu comentário; obrigado por deixá-lo aqui. Fico contente em saber que você gostou do texto.
      Que nosso Deus Todo-Poderoso dê a você paz, saúde, sabedoria e sucesso.
      Grande abraço.

      Excluir
    2. Resumindo "sobretudo o que se deve guardar,guarda o teu CORAÇÃO.............

      Excluir
  2. Senti a presença de Deus em cada palavra! muito esclarecedor , muito bem escrito . Só tenho que dizer louvado seja Deus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dalliane!
      É com alegria que leio o seu comentário. Obrigado por deixá-lo aqui.
      Que a poderosa luz do Altíssimo brilhe intensamente sobre você.
      Grande abraço.✨

      Excluir
    2. Você e uma pessoa muito usada por Deus Eu sei que não e Fácil viver nesse Mundo cheio de Tentações mais Eu vou vencer a mim mesmo e meus Pecados Não por medo de ir pro inferno mais porque creio que Deus tem o Melhor para nós e reconhecermos que precisamos Mudar já é um grande passo.

      Excluir
    3. Olá!
      Obrigado por deixar o seu comentário aqui.
      Sim; ter consciência de que precisamos, e podemos, mudar, já é um grande passo.
      Que você se fortaleça cada vez mais na maravilhosa Graça e no poderoso Amor de Deus que há em Cristo Jesus.
      Grande abraço.
      Seja feliz.😊

      Excluir
  3. Lindo texto. Muito esclarecedor e muito bem embasado biblicamente. Que Deus lhe faça ainda mais ser este escriba usado por Ele. Parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Obrigado por seu gentil comentário aqui.
      Que o Amor do Altíssimo aqueça o seu coração de tal forma que alcance a todos ao seu redor.
      Grande abraço.😊

      Excluir
  4. Que texto sensacional! Era tudo o que eu precisava ter lido, pois nesse momento, percebi que estava seguindo o coração e não a razão. Agradeço imensamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Daniela!
      Seja muito bem-vinda aqui no blog.
      Saber que você gostou do texto me deixa muito contente.
      Obrigado por deixar seu comentário aqui.
      Que a poderosa luz de Cristo dirija você em todos os pensamentos, sentimentos, emoções, palavras e ações.
      Grande abraço😁

      Excluir
  5. Que palavra abençoada ao ler imaginava um Pastor pregando com autoridade e fazendo toda a igreja glorificar a Deus rompendo com suas paixões igreja recebendo um novo coração cheio de Amor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Obrigado por comentar aqui.
      Fico contente em saber que você gostou do texto.
      Que nosso Deus Todo-Poderoso dê paz, saúde, sabedoria, simplicidade e sucesso a você.
      Grande abraço.😊

      Excluir
  6. Excelente texto. Muito obrigado por compartilhar dos seus aprendizados. Tem nos emprestado suas costas para ver mais além.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Agradeço a Deus por você ter gostado do texto.
      Obrigado por comentar aqui.
      Que através da maravilhosa Graça de Cristo todas as virtudes divinas se desenvolvam em você.
      Seja feliz.💖😊

      Excluir
  7. 'texto perfeito !!! me salvou de um "relacionamento" que era destrutivo, era uma paixão mundana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruna!
      Agradeço a Deus por você ter visitado o blog.
      Ler o seu comentário me alegrou grandemente. Obrigado por tê-lo deixado aqui.
      Fico contente em saber que o texto foi útil a você.
      Que a sua mente e a sua vida sejam cada vez mais fortalecidas pela maravilhosa Graça e pelo poderoso Amor de Deus.
      Grande abraço.
      Seja feliz.😊💖

      Excluir
  8. Profundo e esclarecedor. Deus nos dê coragem e determinação nessa luta diária contra nossas paixões. Obrigada ao autor por compartilhar! Deus o abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Judy Prado!
      Obrigado por deixar seu comentário aqui, pois isso já é uma grande bênção de Deus para mim.
      Fico contente em saber que você gostou do texto.
      Que a luz do Altíssimo dê a você clareza, consciência e lucidez de pensamento, e de fé, para identificar e se desvencilhar das paixões que estejam no seu coração.
      Grande abraço.
      Seja feliz.😃💖

      Excluir
  9. Boa noite eu tenho uma dúvida porque então em salmos 37:4 fala - deleita-se no Senhor, e Ele sastifara os desejos do teu coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      É com alegria que leio e respondo ao seu comentário.
      As pessoas na sociedade atual, inclusive dentro das mais diversas congregações, possuem o coração naturalmente governado pelas mais diversas paixões, isso é uma das características da natureza humana. Porém, todos aqueles que verdadeiramente compreendem os ensinamentos do Espírito Santo registrados na Escritura Sagrada, conseguem neutralizar todas as paixões que existam em seu coração, e isso também é o que a bíblia chama em Gálatas 5.24 de crucificar a carne. Assim sendo, o coração de tais pessoas, cristãos verdadeiros, deixa de ter inclinações passionais e passa a produzir impulsos inspirados pelo Espírito de Deus. É sobre essas pessoas que o texto do Salmo 37.4 está falando. Indivíduos, homens e mulheres, que tiveram prazer em utilizar a Verdade, a Palavra de Deus, (ou seja, deleitaram-se no SENHOR) para purificar o próprio coração, de modo que o coração dessas pessoas passa a produzir apenas desejos que estão em plena harmonia com a vontade do Criador.
      Estes terão todos os desejos do seu coração aperfeiçoado realizados pelo Altíssimo.
      Espero ter respondido à sua dúvida.
      Obrigado por seu comentário.
      Que a luz de Cristo guie todos os seus pensamentos, sentimentos, emoções, palavras e ações.
      Grande abraço.
      Seja feliz.😊💖

      Excluir
  10. Respostas
    1. Olá Késia!
      Obrigado por visitar o blog e deixar o seu comentário aqui.
      Que Deus dê paz, saúde, sabedoria e sucesso a você.
      Grande abraço.
      Seja feliz.😊💖

      Excluir
  11. 😊 Que Deus te abençoe e continue te dando sabedoria para direcionar e orientar os nossos corações. A tua palavra veio como água em meio ao deserto. Pensei que fosse enlouquecer. Até que vim parar aqui, e encontrei direcção divina sobre a minha vida.

    Obrigada Deus por nos dar irmãos na fé que directa ou indirectamente nos ajudam a tomar a nossa cruz e seguir.❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elcádia!
      Louvo a Deus pela oportunidade de falar com você.
      Obrigado por deixar seu comentário aqui, pois ele já é uma grande bênção para mim.
      Fico contente em saber que o texto foi, de alguma maneira, útil para a sua vida.

      Que a luz divina do Deus Altíssimo brilhe cada vez mais intensamente através de você e alcance a todos ao seu redor.
      Grande abraço.
      Seja sempre feliz.😊💖👍

      Excluir
  12. Glória a Deus q tremendo amei. Q Deus continue te dando sabedoria. Amém 🙏

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Fico contente em ler o seu comentário, obrigado por deixá-lo aqui.
      Saber que você gostou do texto é uma grande bênção de Deus para mim.
      Que a luz do Altíssimo ilumine poderosamente a você e a todos ao seu redor.
      Grande abraço.
      Seja sempre feliz.👍💖😊

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“...Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18.20

“...Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18.20 Neste texto nós vamos conversar um pouco sobre os benefícios que uma congregação saudável produz na vida de todos aqueles que fazem parte dela; e tenha em mente que congregar significa justamente se reunir com outras pessoas em nome de Jesus, como relatado em Mateus 18.20. Em vários dos textos que tenho compartilhado aqui, procurei falar sobre como o espírito do mundo se infiltrou nas congregações através dos séculos para corromper os sentidos daqueles que as compõem e desvirtuá-los de seguir o verdadeiro caminho de Cristo Jesus, induzindo muitos a praticar todo tipo de estranhezas, distorções da Palavra, e até, a desistir de congregar. Por isso também foi escrito que: "E vindo o dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, Veio também Satanás entre eles." Jó 1.6 Quais são os benefícios de uma congregação saudável? Na verdade a lista de

Pedis e não recebeis, porque pedis mal... Tiago 4.3

"Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites." Tiago 4.3 Esta, sem dúvidas, é uma das frases mais conhecidas do livro de Tiago, mas durante algum tempo tive certa dificuldade de me aprofundar na grande lição contida nela. Será que você já conseguiu extrair deste versículo algo além daquilo que está na superfície? É o que tentaremos fazer agora. Creio que o hábito de pedir seja o mais intuitivo, natural e automático que possuímos, principalmente porque Jesus disse: "Pedi e dar-se-vos-a..." ; "o que pede recebe" e ainda, "tudo que pedirdes em meu nome eu o farei..." Somos ensinados e acostumados a pedir; há alguns até que se tornam viciados em fazê-lo, alguns tratam o Senhor absoluto do universo como se Ele fosse uma espécie de "gênio da bíblia", ou seja, na mentalidade destas pessoas Deus serve apenas para realizar seus desejos não importando o quão banais, vaidosos, egoístas, hedonista

A alegria do SENHOR é a vossa força. Neemias 8.10

"...Portanto não vos entristeçais; porque a alegria do Senhor é a vossa força." Neemias 8.10 No cristianismo há duas relações diretas que afetam grandemente a nossa vida caso tenhamos o devido conhecimento delas para usarmos da forma correta e a nosso favor. E que relações são estas? Como você já deve imaginar por causa do título deste texto estamos falando de alegria e força , assim como de tristeza e fraqueza, ou seja, alegria é igual a força e tristeza é igual a fraqueza; porém o foco de nossa conversa será completamente sobre as duas primeiras.  Cristãos conhecem profundamente isso e usam este entendimento a seu favor; o meu desejo ao escrever este texto é que você também possa fazer o mesmo de modo a fortalecer sua vida cada vez mais. Algumas pessoas podem ter certa dificuldade em entender a necessidade vital que os cristãos têm de se alegrar, de proteger e multiplicar a alegria; tais pessoas podem perguntar: Por que devo me alegrar se as c