Pular para o conteúdo principal

“Lança o teu pão sobre as águas, porque, depois de muitos dias, o acharás.” Eclesiastes 11.1



“Lança o teu pão sobre as águas, porque, depois de muitos dias, o acharás.” Eclesiastes 11.1

Imagine por um instante que você está parado junto à margem de um grande e caudaloso rio, no qual, as águas passam por você ininterruptamente em grande volume. Agora imagine que em sua mão há uma cesta de pães de onde você retira alguns deles e gradativamente lança sobre as águas, um após outro.

O que acontecerá com todos os pães que você jogar no rio? Exatamente isso que você imaginou. Todos são rapidamente levados para longe de você pela correnteza. E qual é a chance de você encontra-los novamente? Praticamente nenhuma.

Mas porque criei toda essa visualização mental afinal de contas? 

Para que você compreenda com mais facilidade a analogia utilizada por Salomão em Eclesiastes 11.1. O fato é que toda aquela visão mental que acabei de descrever é a forma como os cristãos compreendem a "mecânica" das boas obras.

Como assim?

A vida é como um grande rio e a correnteza é como o tempo, ou seja, as águas que estão exatamente diante de nós são o presente, as águas que já passaram por nós são o passado, e, obviamente, as águas que ainda não passaram por nós são o futuro. Assim como também, o pão, naquele versículo, representa todas as coisas que nos servem como sustento e alimento, tanto físico e mental, quanto espiritual; logo, quando o versículo diz: "Lança o teu pão sobre as águas...", ele está nos incentivando a repartir as dádivas que nos dão sustento e alimento, nossos pães, com quem necessita; em outras palavras, está nos inspirando a fazer boas obras, no tempo presente, no hoje, que ajudem, alimentem e sustentem o nosso próximo, seja fisicamente, mentalmente, ou espiritualmente, e deixar que essas boas obras simplesmente sejam levadas pelas águas do tempo, para o passado, sem que tenhamos qualquer interesse ou expectativa de retribuição ou recebimento de reconhecimento, honra ou glória por elas; ou seja, lançar o nosso pão sobre as águas e simplesmente praticar boas obras de maneira desapegada e abnegada; é fazer o bem apenas com o objetivo de contribuir, ser útil e servir aos que estão em necessidade. 

Se olharmos as coisas de forma apenas natural, teremos a falsa impressão de que as águas passadas jamais retornam, pois é exatamente assim que ocorre na natureza, como um famoso ditado mundano diz: "Águas passadas não movem moinhos", ou seja, o que foi feito no passado fica no passado para sempre, na verdade, tudo o que está no nosso passado, a cada dia se afasta mais de nós, exatamente como algo lançado sobre as águas de um rio. Mas não é assim que os cristãos enxergam esse assunto; de fato, a visão cristã é exatamente a que Deus mostra através de Eclesiastes 11.1.

E qual é?

Que boas obras lançadas nas águas da vida, praticadas no tempo presente, são, na verdade, atemporais, elas são, sim, levadas pelas águas do tempo como todas as coisas que fazemos diariamente, mas ao contrário das demais, elas não se perdem no tempo, pelo contrário, elas continuam vivas e ativas gerando benefícios para aquele que a produziu, por isso foi escrito que: "...Depois de muitos dias, o acharás.", um pão lançado sobre as águas, ou seja, toda boa obra de alimento e sustento legitimamente repartida com os que necessitam, quebram a barreira do tempo e retornam para o ponto de origem, que é a nossa vida, se continuarmos produzindo sem perder a motivação correta, como está escrito em: "E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não tivermos desfalecido." Gálatas 6.9. Todo o bem, toda boa obra, praticada em favor de outrem cria um ciclo atemporal de bênçãos que alcançam ajudam, alimentam e sustentam os que necessitam, e depois, retornam do passado para abençoar a vida de quem as gerou; desde que as tenhamos gerado a partir do amor e as praticado de forma realmente altruísta; desinteressada, desapegada e sem qualquer motivação pequena, egoísta e obscura disfarçada, ou encoberta, no nosso coração.

Muitas pessoas, tanto mundanos quanto alguns dentro de congregações, não praticam as boas obras para com o próximo porque, embora não falem, nem admitam publicamente, acham que seria um desperdício de tempo, afinal, suas vidas extremamente atarefadas necessitam de toda a atenção deles para que possam alcançar as promessas, concretizar seus sonhos, realizar seus objetivos, bater suas metas, derrotar seus adversários, materializar sua visão, acumular o máximo de bens e tantas outras coisas como estas. Tais pessoas, mesmos as que estão dentro de congregações, sejam membros ou líderes, possuem apenas a visão natural de todo o processo, e sempre que se dispõem em fazer boas obras, elas não são produzidas legitimamente pelo amor ao próximo, mas sim por alguma segunda intenção oculta, seja para engrandecer a si mesmos ou suas congregações, seja no campo social, econômico, político, religioso e etc... Estas pessoas são aquelas que desejam honrar mais a si mesmos do que ao Pai Celestial, como o próprio Deus já disse certa vez em: "Se eu sou pai, onde está a minha honra?..." Malaquias 1.6. Veja o que Paulo, apóstolo, disse sobre boas ações geradas por qualquer outro motivo que não seja o verdadeiro amor ao próximo. Ele disse: "...Ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres, e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará." 1 Coríntios 13.3 E.R.A

Paulo foi um homem que, sem dúvidas, durante toda a sua caminhada de fé, lançou seus pães sobre as águas, os olhos dele conseguiam enxergar todo o ciclo atemporal que praticar o bem através das boas obras é capaz de criar; e assim como ele, todos os cristãos verdadeiros sempre enxergaram e fizeram o mesmo através dos séculos, até nos dias atuais. Eles compreendem exatamente aquele entendimento de que boas obras que gerem sustento e alimento, físico, mental e, ou, espiritual, para os que necessitam, são capazes de navegar livremente pelo tempo sem se perder e sempre retornam para abençoar aquele que a gerou, caso este passe por necessidades também; esta é a visão cristã a respeito da prática genuína das boas obras geradas pelo amor ao próximo; e por isso também foi escrito que: "O que é de bons olhos será abençoado, porque deu do seu pão ao pobre." Provérbios 22.9 

Todo aquele que está lançando seu pão sobre as águas, está, na verdade, repartindo-o com o pobre, que representa todo aquele que necessita de ajuda, sustento e alimento. E toda vez que você lançar seu pão sobre as águas, fazendo o bem e praticando boas obras, tenha em mente que tais ações construirão um caminho virtuoso através do tempo abençoando muito mais do que você pode imaginar e se sua plantação for grande e constante, tudo o que ela gerar retornará para a sua vida no futuro, abençoando a você mesmo e a todos quanto estiverem em seu redor.


Comentários

  1. Muito bom texto, tenho acompanhado os seus ensinos. Deus te abençõe pelas palavras. 👍🙏👏

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Fico contente em saber que você gostou do texto e mais contente ainda em saber que você tem acompanhado o blog. Obrigado por deixar seu comentário.
      Que Deus abençoe sua vida abundantemente em todas as coisas.

      Excluir
    2. Palavra linda ! Obrigada jesus!

      Excluir
    3. Olá!
      Seja bem-vinda ao blog.
      É com alegria que leio e respondo ao seu comentário. Obrigado por deixá-lo aqui.
      Que Deus dê paz, saúde, sabedoria e sucesso a você.
      Grande abraço.
      Seja feliz.😊💖

      Excluir
  2. Respostas
    1. Olá!
      Obrigado por comentar aqui.
      Que Deus dê paz, saúde, sabedoria e sucesso a você.
      Grande abraço.😊

      Excluir
  3. Louvado seja Deus, pelo o texto explicando ao nosso entendimento, exemplo de vida a nós que estamos vivendo a vida por Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      É com alegria que leio o seu comentário. Obrigado por deixá-lo aqui.
      Que a Luz de Cristo brilhe intensamente em você e te dê clareza, consciência e lucidez de pensamento.
      Grande abraço.💖😊👍

      Excluir
  4. Estou deveras abençoada com esta explicação tao feliz por saber que podemos contar com irmaos dedicados a palavra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Seja sempre bem-vinda ao blog.
      Fico contente em saber que você gostou do texto.
      Obrigado por comentar aqui.
      Que a sabedoria do Altíssimo guie você em todos os seus pensamentos, sentimentos, emoções, palavras e ações.
      Grande abraço.👍😊💖

      Excluir
  5. Lendo em Dezembro de 2021. Foi a melhor explicação que ja li ou ouvi sobre esse versículo. Muito sabio. Deus o abencoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Obrigado por comentar.
      Agradeço a Deus por esse texto ter sido útil a você de alguma maneira.
      Que a sabedoria de Cristo desenvolva em você, clareza, consciência e lucidez de pensamento e de fé.
      Grande abraço.😊💖👍

      Excluir
  6. Vivendo em um mundo cheio de tantas descrença, fiquei muito grata por tão perfeita revelação desse texto 🙏 Deus seja louvado 🙏🙌

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Seja sempre bem-vinda aqui no blog.
      É com alegria que falo com você através desse comentário. Obrigado por deixá-lo aqui.
      Fico contente em saber que você gostou do texto. Louvo a Deus por isso.
      Que a magnífica luz de Cristo brilhe cada vez mais intensamente através de você a ponto de abençoar todas as pessoas ao seu redor.
      Grande abraço.💖👍😊

      Excluir
    2. Amém Glória a Deus por sua vida ,excelente explicação sobre este texto , abre bem a nossa mente e me foi muito útil .

      Excluir
  7. Gratidão por compartilhar 🙏🏽🙏🏽🙏🏽

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Obrigado por comentar aqui.
      Que Deus dê paz, saúde, sabedoria e sucesso a você.
      Grande abraço.😊👍💖

      Excluir
  8. Maravilhoso esse texto que eu estava procurando entender.parabens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Agradeço a Deus por poder falar com você através desse comentário. Obrigado por deixá-lo aqui.
      Fico contente em saber que você gostou do texto.
      Que você se fortaleça cada vez mais na graça que há em Cristo Jesus.
      Grande abraço.👍😊💖

      Excluir
  9. Deus o abençoe sempre e continue lhe dando sabedoria na palavra d'Ele👆🙌🙏

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Seu comentário é uma bênção de Deus para mim. Obrigado por deixá-lo aqui.
      Que a sabedoria do Altíssimo produza clareza, consciência e lucidez de pensamento e de fé em você.
      Grande abraço.💖👍😊

      Excluir
  10. Muito linda essa passagem de Eclesiastes 🙏🏻❤🕊❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      De fato, essa é uma linda passagem, e repleta de significado.💖😊

      Excluir
  11. Q Deus continue te usando em tudo para o bem🙏🏻👏🏻

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por comentar aqui.
      Que Deus dê paz, saúde, sabedoria e sucesso a você.
      Grande abraço
      Seja feliz.😊

      Excluir
  12. Lendo sua linda explanação acerca do riquíssimo texto bíblico enquanto ouço os passarinhos cantarem aqui no alto da montanha. Com o coração grato por ter recebido esse "pão" que foram suas palavras. Louvado e engrandecido seja Deus por me permitir ser alimentada. Para repartir com outros que também precisam de encorajamento, discernimento e transformação de vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Seja muito bem-vinda ao blog.
      Agradeço a Deus por poder falar com você através desse seu comentário.
      Fico contente em saber que o texto foi útil a você de alguma maneira.
      Suas palavras são uma grande bênção de Deus para mim.
      Que você se fortaleça, cada vez mais, na maravilhosa Graça do Altíssimo de modo que através dela você possa compartilhar o Amor de Deus com todos ao seu redor.
      Grande abraço.
      Seja feliz.😊👍💖

      Excluir
  13. Gostei muito bem explicado Deus abençoe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Obrigado por comentar aqui.
      Agradeço a Deus por você ter gostado do texto.
      Que a divina presença de Cristo, em você, gere paz, serenidade e mansidão no seu interior.
      Grande abraço.
      Seja feliz.🙏😊

      Excluir
  14. Imagina naquela época quem plantava para comer. De onde vinha o pão? O pão vinha das sementes. O pão jogado sobre as águas eram sementes de plantio,e as águas eram as poças d'agua formadas pela chuva.Mas o autor nos ensina a trabalhar,com fé que seremos recompensado num futuro... Assim como aquele semeador que jogava as sementes naquelas poças d'água,na esperança delas germinarem e ele poder colher no futuro para continuar se alimentando e alimentando sua familia... Glória a Deus...Somente a VERDADE nos liberta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Obrigado por deixar seu comentário aqui.
      Que a divina presença de Cristo, em você, gere paz, serenidade, mansidão e equilíbrio no seu interior.
      Grande abraço
      Seja feliz.😊💖

      Excluir
  15. Oi. Boa tarde. Gostei muito de suas explicações e entro em concordância. Mas toda vez que leio em eclesiastes a parte que diz: Reparte com sete e ainda com oito porque não sabe o mal que há de vir sobre a terra. Penso nas coisas que tem acontecido no mundo e entendo que o lançar o pão seja falar da salvação enquanto ainda dá tempo. Jesus é o pão da vida. É água viva que flui do trono de Deus. Água que nos purifica, que sacia a nossa sede. Poderia, falar a sua visão sobre essa parte de repartir com sete e ainda com oito porque não sabes o mal que há de vir sobre a terra. Obrigada. 🌷✨

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Sua visita aqui é uma bênção de Deus para mim.
      Obrigado por deixar seu comentário.

      Uma das características que eu acho mais impressionantes na Escritura Sagrada é a capacidade que cada um do versículos contidos nela têm de nos ensinar de várias maneiras diferentes, assim sendo, um único texto pode desdobrar-se de diversas formas em nosso coração, produzindo luz para todas as áreas da nossa existência. Desse modo, o que você disse sobre lançar o pão se referir a falar da Salvação está correto; pois dependendo da perspectiva com a qual olhamos para um versículo ele se revelará de uma maneira inteiramente nova.

      Com relação a Eclesiastes 11.2, devo admitir que preciso me debruçar sobre o texto para ver que entendimento ele vai gerar em mim. Em princípio, sem uma meditação mais profunda sobre o tema; tendo a entender que quando o texto nos fala para Repartir com sete, e até com oito, porque não sabemos que mal haverá sobre a terra; seja um incentivo a colocarmos nossos recursos à disposição dos que estiverem em necessidade para que, em caso de alguma eventualidade, todos estejamos minimamente abastecidos e preparados, materialmente, mentalmente e espiritualmente.
      Espero ter ajudado ao menos um pouco.
      Grande abraço.
      Que Deus dê paz, saúde, sabedoria e sucesso a você.
      Seja feliz.😊💖

      Excluir
  16. Sou muito racional e não consigo encontrar sentido algum nesse versículo de eclesiastes, ninguém joga pão sobre as águas eu queria saber o sentido literal desse versículo, mas pelo jeito não existe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rubens!
      Agradeço a Deus por você ter deixado seu comentário aqui. Obrigado.
      Devo dizer que, assim como você, eu também sou muito racional; e jamais encontrei um sentido literal para esse versículo, assim como para vários outros. O fato é que muitos dos versículos bíblicos não são literais, pois frequentemente, o que é literal nos mantém presos ao nível de pensamento natural (óbvio) da sociedade, e isso pode atrapalhar bastante o nosso desenvolvimento mental e espiritual; de modo que a Escritura Sagrada está repleta de textos que são figurativos, com o propósito de nos fazer pensar em um nível acima do natural (além do óbvio) e dessa forma, nos ensinar importantes lições de uma maneira não convencional. Acredito que este verso de Eclesiastes 11.1 seja um deles.
      Novamente agradeço a você pelo comentário.
      Que a sua mente seja fortalecida na Graça e no Amor de Cristo.
      Grande abraço.
      Seja feliz.😊👍

      Excluir
  17. Maravilhoso. Versículo e texto!! Deus seja louvado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      É com alegria que leio e respondo ao seu comentário. Obrigado por deixá-lo aqui.
      Que Deus dê paz, saúde, sabedoria e sucesso a você.
      Grande abraço.
      Seja feliz.😊💖

      Excluir
  18. Sinto me feliz por você de estar na direção, com palavras do Senhor Jesus Cristo! Deus é contigo meu irmão! ✋🏽

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcos!
      Obrigado por deixar o seu comentário tão gentil aqui.
      Que a luz de Cristo ilumine a sua mente e brilhe através de você para alcançar a todos ao seu redor.
      Grande abraço.
      Seja sempre Feliz.😊💖

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“...Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18.20

“...Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18.20 Neste texto nós vamos conversar um pouco sobre os benefícios que uma congregação saudável produz na vida de todos aqueles que fazem parte dela; e tenha em mente que congregar significa justamente se reunir com outras pessoas em nome de Jesus, como relatado em Mateus 18.20. Em vários dos textos que tenho compartilhado aqui, procurei falar sobre como o espírito do mundo se infiltrou nas congregações através dos séculos para corromper os sentidos daqueles que as compõem e desvirtuá-los de seguir o verdadeiro caminho de Cristo Jesus, induzindo muitos a praticar todo tipo de estranhezas, distorções da Palavra, e até, a desistir de congregar. Por isso também foi escrito que: "E vindo o dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, Veio também Satanás entre eles." Jó 1.6 Quais são os benefícios de uma congregação saudável? Na verdade a lista de

“Clama a mim, e responder-te-ei...” Jeremias 33.3

“Clama a mim, e responder-te-ei e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes, que não sabes.” Jeremias 33.3 Deus nunca se cala. Ele está sempre falando conosco, sempre nos respondendo, mesmo quando nos negamos a ouvi-lo; tal como está escrito em Jó 33.14, que diz: "Antes, Deus fala uma e duas vezes; porém ninguém atenta para isso." . Uma vez que qualquer pessoa clame a Deus a respeito de alguma situação ou petição, seja qual for; como foi escrito em Filipenses 4.6, que diz: “...Antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela oração e súplicas, com ação de graça .” . Ele próprio afirma no texto de Jeremias 33.3 que responderá. E porque estou falando algo tão óbvio assim? Porque tenho percebido que para muitas pessoas não é tão óbvio; na verdade, já perdi as contas de quantas vezes eu ouvi alguém falar que orou, clamou, pediu e suplicou a Deus a respeito de algo, mas Ele não respondeu. Já ouvi pessoas falarem isso, ou algo semelhante, tant

A alegria do SENHOR é a vossa força. Neemias 8.10

"...Portanto não vos entristeçais; porque a alegria do Senhor é a vossa força." Neemias 8.10 No cristianismo há duas relações diretas que afetam grandemente a nossa vida caso tenhamos o devido conhecimento delas para usarmos da forma correta e a nosso favor. E que relações são estas? Como você já deve imaginar por causa do título deste texto estamos falando de alegria e força , assim como de tristeza e fraqueza, ou seja, alegria é igual a força e tristeza é igual a fraqueza; porém o foco de nossa conversa será completamente sobre as duas primeiras.  Cristãos conhecem profundamente isso e usam este entendimento a seu favor; o meu desejo ao escrever este texto é que você também possa fazer o mesmo de modo a fortalecer sua vida cada vez mais. Algumas pessoas podem ter certa dificuldade em entender a necessidade vital que os cristãos têm de se alegrar, de proteger e multiplicar a alegria; tais pessoas podem perguntar: Por que devo me alegrar se as c