Pular para o conteúdo principal

“Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso pai, que está nos céus.” Mateus 5.48



“Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso pai, que está nos céus.” Mateus 5.48

O que você sabe sobre perfeição?

Para nós, humanos, existe uma grande certeza a respeito da perfeição, e é que ela é um conceito que está muito acima de nós, na verdade, se trata de um ideal inalcançável para qualquer pessoa. Muitos chegam a fazer uma comparação entre a perfeição e o horizonte; isso mesmo, porque quanto mais um indivíduo anda na direção do horizonte, mais percebe que ele continua distante. No caso da perfeição é a mesma coisa, quanto mais tentamos alcançá-la, mais ela parece estar distante de nós; e isso acontece porque nossa mente não consegue alcançar e compreender o verdadeiro e concreto conceito de perfeição, porque este pertence unicamente a Deus, logo, restando a nós apenas o ideal abstrato, subjetivo, de perfeição que foi difundido a partir do pouco que a humanidade conseguiu captar da perfeição divina que é por definição muitíssimo superior a nossa e pertence ao Senhor dos exércitos que é o único Ser verdadeiramente perfeito, aliás, Deus é a perfeição absoluta em todos os aspectos e por este motivo todos os seus dons e dádivas também o são, como está escrito: "...Toda boa dádiva e todo dom perfeito vem do alto, descendo do pai das luzes..." Tiago 1.17

Então, se a perfeição é um ideal inalcançável para os homens; por que Jesus nos disse para sermos perfeitos como o pai?

Como a perfeição verdadeira é uma característica divina, e, portanto, apenas um ser divino pode possuí-la; e sendo Deus o único ser divino, somente Ele é perfeito. Porém, Cristo deseja que cada um de nós procure se assemelhar a Ele reproduzindo suas características mesmo dentro de nossas limitações humanas, ou seja, Deus é amor absoluto, mas Ele deseja que nós sejamos amor também, mesmo dentro de nossas limitações; e o mesmo ocorre com a perfeição.

E como pode ser isso?

Existe uma forma das pessoas alcançarem o que chamo de "primeiro degrau da perfeição", que, na verdade é o único nível que nós, como humanos, podemos chegar, muito embora, apenas uma minoria alcance tal nível pelo simples motivo de que chegar a este nível demanda muita persistência, esforço, tempo e determinação. O primeiro degrau da perfeição não significa nem de longe algo como a perfeição absoluta, que apenas Deus possui, mas ainda assim é o ponto mais alto que nós podemos chegar.

E que nível é esse? O que é o primeiro degrau da perfeição?

A excelência. Ela é o "primeiro degrau da perfeição" e ao mesmo tempo o mais alto nível que uma pessoa pode alcançar. Cristãos sabem disso e buscam constantemente e consistentemente, em todas as suas ações e pensamentos diários, alcançar este nível de existência para a suas vidas. Agora eu lhe faço mais uma pergunta: Você já alcançou o nível de excelência em alguma coisa que fez ou faz na sua vida? Pense por um instante. A resposta da maioria das pessoas será simples; não.

A excelência é uma parte da perfeição que nós humanos podemos tocar, medir, ver, traçar e acompanhar; não se tratando somente de uma característica divina ou de um conceito ou um ideal inalcançável para nossa mente mortal e temporal. Deus nos deixou a excelência como uma característica que podemos reproduzir em nossa vida e usar para nos assemelharmos mais a Ele; por este motivo todos os cristãos procuram incorporar e praticar a excelência em absolutamente tudo o que fazem. Todas as vezes que leio o versículo que destaquei como título desta postagem; a saber: “Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso pai, que está nos céus.” Mateus 5.48; o ensinamento que vem ao meu coração é: Procure, encontre e pratique a excelência todos os dias, porque Deus é excelente em tudo.

Deus é o único perfeito e como tal Ele possui todos os aspectos da perfeição em um nível tão elevado que nossa mente e nosso entendimento mal conseguem vislumbrar; ou seja, o amor é um dos aspectos da perfeição de Deus, logo, o amor é perfeito e excede completamente nossa capacidade de compreendê-lo; como está escrito: "...O amor de Cristo, que excede todo o entendimento..." Efésios 3.19. Da mesma forma a paz é outro aspecto da perfeição de Deus e pelo mesmo motivo é perfeita e também está além de nossa compreensão, como relatado em Filipenses 4.7 que diz: "E a paz de Deus, que excede todo o entendimento..."; de fato, o mesmo acontece com todos os outros aspectos da perfeição Divina; a sabedoria, a majestade, a vontade, a justiça, a excelência e tantas e tantas outras; faltaria espaço para listar todos os aspectos da perfeição do nosso Criador; mas o que eu quero chamar a sua atenção aqui neste texto é que se você aprender a buscar e praticar a excelência no seu cotidiano, será conhecido como alguém que tocou a perfeição; agora, imagine por um momento como sua vida seria se você já fosse hoje uma pessoa excelente; ou seja, um filho(a) excelente, um marido ou esposa excelente, um pai ou mãe excelente, um colega, amigo ou irmão excelente, um profissional excelente, um membro excelente... Como isso seria pra você? Maravilhoso não é? Pois a boa notícia é que você pode se tornar uma pessoa excelente, como todo cristão, e isso vai desenvolver sua vida e suas experiências com Deus e com o próximo de uma forma inimaginável.

Então como se tornar excelente?

Este é justamente o problema que a maioria das pessoas enfrentam; o desafio de se tornar excelente em suas vidas, dentro de seu cotidiano e lidando com tudo o que têm de lidar, inclusive com muitas coisas que tentam manter nossa mente, coração e espírito presos no estado em que estão, também conhecido como Status Quo, porque no mundo o padrão não é a excelência, mas sim a mediocridade e o mundo faz todo o possível para manter as pessoas no estado de mediocridade.

Excelência é um hábito que gradativamente construímos para melhorar constantemente tudo o que fazemos e pensamos; ser uma pessoa excelente exige esforço, determinação, persistência, paciência e muita prática diária seja no que for; ou seja, para ter pensamentos, palavras e ações excelentes você precisa praticar todos os dias e aplicar isso em tudo o que fizer e em todos os seus relacionamentos com as pessoas ao seu redor. Se alguém deseja ter uma vida vivida em excelência precisará confrontar a força do Status Quo e desenvolver em sua mente, coração e espírito as praticas ensinadas na Escritura Sagrada; como por exemplo: Governar a si mesmo (seus pensamentos, sentimentos e emoções), governar sua língua (falar apenas o que edifica) e fazer sempre mais do que é esperado ( caminhar a "segunda milha", tanto nos relacionamentos profissionais como nos pessoais), ou seja, qualquer um que deseja viver uma vida de excelência precisará desenvolver novos hábitos voltados para a excelência como estes citados acima e muitos outros registrados na Palavra de Deus e praticá-los dia após dia sem esmorecer até que se tornem parte integrante de sua personalidade.

A cada hábito de excelência que você incorporar em sua vida, estará fazendo com que você se torne mais perfeito, mesmo dentro de suas limitações humanas e com isso estará cumprindo o que Jesus disse em Mateus 5.48: “Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso pai, que está nos céus.”.

Que cada um de nós possa praticar os hábitos bíblicos da excelência da mesma forma que um mestre violinista pratica a arte de tocar seu instrumento até alcançar sua máxima performance; o "Estado da arte"; não se conforme com menos do que a excelência em seus hábitos e atos cotidianos, trate as pessoas a seu redor com excelência, trabalhe ou estude com excelência, se alegre com excelência, ajude a quem precisa com excelência, seja uma fonte de excelência para outras pessoas e seja excelente no seu relacionamento com Deus. Desenvolva um espírito excelente da mesma forma que o profeta Daniel, como está escrito: "Porquanto se achou neste Daniel um espírito excelente..." Daniel 5.12

A partir de agora faça, a cada dia, alguma tarefa de maneira excelente, vá evoluindo com a prática e a sua vida será como uma melodia que cada vez se aproximará mais da perfeição. Seja constante na excelência porque você nasceu para viver desta forma.

Comentários

  1. Respostas
    1. Olá!
      Obrigado por comentar.
      Deus abençoe você.
      Grande abraço💖👍

      Excluir
  2. Palavra abençoada por Deus.... Que Deus continue lhe concedendo muita sabedoria....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Fico contente em saber que você gostou do texto.
      Obrigado por comentar.
      Que Cristo dê sabedoria a você para que através dela toda a sua vida seja aperfeiçoada com a excelência.
      Grande abraço.😊👍

      Excluir
  3. Lindo texto , explicação excelente Deus abençoe quem escreveu .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Obrigado por comentar aqui.
      Agradeço a Deus por você ter gostado do texto.
      Que a sabedoria do Altíssimo conduza você no caminho da excelência de modo que toda a sua vida seja aperfeiçoada.
      Grande abraço.😊👍

      Excluir
  4. Respostas
    1. Olá Paula!
      Seja bem-vinda ao blog.
      Obrigado por comentar.
      Que pela sabedoria de Deus, você seja aperfeiçoada no caminho da excelência.
      Grande abraço.👍😊

      Excluir
  5. Parabéns pelo texto inspirador!!! Minhas congratulações!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ricky!
      É com alegria que leio e respondo ao seu comentário. Obrigado por deixá-lo aqui.
      Que o Pai celestial abençoe você com paz, saúde, sabedoria e sucesso.
      Grande abraço.
      Seja feliz.😊💖

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“...Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18.20

“...Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18.20 Neste texto nós vamos conversar um pouco sobre os benefícios que uma congregação saudável produz na vida de todos aqueles que fazem parte dela; e tenha em mente que congregar significa justamente se reunir com outras pessoas em nome de Jesus, como relatado em Mateus 18.20. Em vários dos textos que tenho compartilhado aqui, procurei falar sobre como o espírito do mundo se infiltrou nas congregações através dos séculos para corromper os sentidos daqueles que as compõem e desvirtuá-los de seguir o verdadeiro caminho de Cristo Jesus, induzindo muitos a praticar todo tipo de estranhezas, distorções da Palavra, e até, a desistir de congregar. Por isso também foi escrito que: "E vindo o dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, Veio também Satanás entre eles." Jó 1.6 Quais são os benefícios de uma congregação saudável? Na verdade a lista de

Pedis e não recebeis, porque pedis mal... Tiago 4.3

"Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites." Tiago 4.3 Esta, sem dúvidas, é uma das frases mais conhecidas do livro de Tiago, mas durante algum tempo tive certa dificuldade de me aprofundar na grande lição contida nela. Será que você já conseguiu extrair deste versículo algo além daquilo que está na superfície? É o que tentaremos fazer agora. Creio que o hábito de pedir seja o mais intuitivo, natural e automático que possuímos, principalmente porque Jesus disse: "Pedi e dar-se-vos-a..." ; "o que pede recebe" e ainda, "tudo que pedirdes em meu nome eu o farei..." Somos ensinados e acostumados a pedir; há alguns até que se tornam viciados em fazê-lo, alguns tratam o Senhor absoluto do universo como se Ele fosse uma espécie de "gênio da bíblia", ou seja, na mentalidade destas pessoas Deus serve apenas para realizar seus desejos não importando o quão banais, vaidosos, egoístas, hedonista

A alegria do SENHOR é a vossa força. Neemias 8.10

"...Portanto não vos entristeçais; porque a alegria do Senhor é a vossa força." Neemias 8.10 No cristianismo há duas relações diretas que afetam grandemente a nossa vida caso tenhamos o devido conhecimento delas para usarmos da forma correta e a nosso favor. E que relações são estas? Como você já deve imaginar por causa do título deste texto estamos falando de alegria e força , assim como de tristeza e fraqueza, ou seja, alegria é igual a força e tristeza é igual a fraqueza; porém o foco de nossa conversa será completamente sobre as duas primeiras.  Cristãos conhecem profundamente isso e usam este entendimento a seu favor; o meu desejo ao escrever este texto é que você também possa fazer o mesmo de modo a fortalecer sua vida cada vez mais. Algumas pessoas podem ter certa dificuldade em entender a necessidade vital que os cristãos têm de se alegrar, de proteger e multiplicar a alegria; tais pessoas podem perguntar: Por que devo me alegrar se as c