Pular para o conteúdo principal

Sede... simples como as pombas. Mateus 10.16b



“Sede...Simples como as pombas.” Mateus 10.16b

Este versículo de Mateus citado acima fala na verdade sobre prudência e simplicidade, mas neste texto vou abordar apenas a simplicidade, e em outro específico vou falar a respeito da prudência, pois ambas necessitam ser estudadas individualmente para que possamos ter um melhor aprendizado.

Pra começar vamos a uma rápida aulinha de português. Simplicidade no dicionário significa ausência de complicação, mas não confunda complicação com problemas ou desafios; a complicação é aquilo que nos leva até, cria, e, sustenta, os problemas e desafios, além disso; também nos impede de sairmos deles. Problemas e desafios todos temos e teremos; assim como o próprio Jesus disse: "...No mundo tereis aflições..." João 16.33b; entretanto, eles estão aí para serem vencidos, superados e resolvidos; pois também está escrito: "...Mas tende bom ânimo; eu venci o mundo." João 16.33c. Cristo venceu o mundo e todo cristão, por causa de Jesus, também venceu; por isso está escrito: "Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou..." Romanos 8.37.

Mas se somos mais do que vencedores, por que muitos ainda têm dificuldade de vencer?

Porque muitos não possuem ou não se utilizam, não praticam, não aplicam, o maravilhoso ensinamento da simplicidade. A melhor forma de vencer desafios e superar problemas é pensando de forma simples, ou seja, afastando toda a complicação de seus pensamentos, das suas ações e da sua vida. Pensar de forma simples nos dá clareza e melhora nossa compreensão daquilo que precisa ser feito; pensar de forma simples aumenta nosso foco e realça quais são nossas prioridades, seja no que for. Só por estes benefícios já vale a pena praticarmos uma forma mais simples de pensamento e estilo de vida, porém há muitos outros benefícios e me faltaria tempo e espaço aqui para falar sobre eles adequadamente.

O mundo injeta, todos os dias, em nossas mentes e corações uma quantidade cada vez maior de impulsos que surgem de todas as partes, muitas vezes, antes que percebamos eles já estão implantados dentro de nós, e certamente muitos destes impulsos mundanos têm a missão de nos induzir a criar um estilo e padrão de pensamentos e vida que seja baseado nas complicações; obviamente nada disso acontece de uma forma aberta, pelo contrário, geralmente estas sementes complicadoras são plantadas dentro de nós na forma de sugestões transmitidas pelas mais diversas mídias e pessoas; e, se não forem identificadas, arrancadas e impedidas de se instalarem em nosso coração vão brotar a partir de nosso interior e criar um verdadeiro emaranhado de pensamentos, sentimentos e emoções que culminará em uma vida de constantes confusões e complicações que podem inclusive chegar ao caos.

E como identificar tais impulsos para impedir que se instalem em nossos corações?

"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o seu coração, porque dele procedem as saídas da vida." Provérbios 4.23

Você é o único guardião(ã); o protetor(a) do seu próprio coração; Deus delegou esta responsabilidade às suas mãos, portanto, guardar ou não, ou seja, proteger ou não, o seu coração, é o que determinará se você terá uma vida com mais ou menos qualidade porque é dele que procedem as saídas (soluções) da vida. Para impedir que sementes de complicação sejam plantadas em seu interior é necessário manter vigilância constante de seus próprios pensamentos, sentimentos, emoções, sonhos e crenças, além disso, é necessário que você examine prudentemente tudo o que deixa entrar em seu interior: "Examinai tudo. retende o bem." 1 Tessalonicenses 5.21; não engula tudo o que dizem, não aceite tudo o que mostram, considere e pondere a respeito de tudo o que ensinam; permita que entre em seu coração apenas o que lhe fará bem, apenas o que é bom para a edificação de uma vida com simplicidade, qualidade e liberdade; descarte todo o resto e mantenha seus pensamentos e vida simples.

E como fazer isso?


Muitas pessoas vivem criando teorias, hipóteses, possibilidades e estratégias mirabolantes para absolutamente tudo e acabam se perdendo num labirinto mental que os impede de fazer aquilo que mais precisam, que é: Fazer o que precisa ser feito, ou seja: Simplificar.

Então o que é viver de forma simples?

Viver simples não significa viver mal como é comum que as pessoas pensem; na verdade, viver de maneira simples significa viver bem, desenvolvendo um estilo de pensamentos e de vida sustentável em todos os sentidos, baseado em fé inteligente. Um estilo que não lhe sufoque, canse, sobrecarregue ou lhe faça ficar confundido em labirintos interiores (pensamentos) e exteriores (possibilidades, opções). Viver de forma simples vai impedir que você passe toda a sua vida correndo em círculos como as pessoas do mundo vivem; como aqueles ratinhos aprisionados em gaiolas circulares.

Simplicidade não é defeito, pelo contrário; simplicidade é uma poderosa virtude com inúmeros benefícios; eis alguns:

Simplicidade otimiza;
Simplicidade retira o peso de nossas costas;
Simplicidade nos protege da ansiedade;
Simplicidade resolve;
Simplicidade nos aproxima de nossos verdadeiros sonhos;
Simplicidade deixa nossa visão mais clara.

Jesus disse: “Sede...Simples como as pombas.”  Mateus 10.16b; as pombas não ficam imaginando formas de voar, elas simplesmente voam; elas não ficam criando estratégias extraordinárias elaboradas para resolver coisas comuns; elas comem, dormem, voam e se relacionam; elas nascem, crescem, vivem e morrem; ou seja, passam suas vidas da forma mais direta que conseguem, sem se deter ou atrapalhar com o que quer que seja. Pombas não carregam peso desnecessário; elas desenvolvem um estilo de vida simples e funcional que atende tudo aquilo que necessitam. Use o grande exemplo que estes pequenos pássaros nos dão e passe a aplicar a simplicidade em tudo na sua vida. Desenvolva para si um estilo de vida que seja simples para você, ou seja, sustentável, funcional e inteligente:

Simplicidade no estudo da Palavra de Deus;
Simplicidade no Relacionamento com o Senhor;
Simplicidade na oração;
Simplicidade no trato com as pessoas;
Simplicidade no estilo de vida;
Simplicidade no padrão de consumo;
Simplicidade na forma de pensar;
Simplicidade no jeito do falar;
Simplicidade na maneira de agir;
Simplicidade no liderar;
Simplicidade no servir;
Simplicidade no amar.

Tudo na vida possui uma maneira mais simples de ser feito e certamente esta maneira é a que dá mais resultado.

Pensar simples não é pensar pequeno. Sonhe os seus verdadeiros sonhos do tamanho exato que Deus lhe deu; receba a sua visão tão grande quanto o Senhor lhe mostrou que ela é, viva sua missão na maior altitude e magnitude que o Pai quer que você alcance; mas seja, sempre, em tudo e em todo o tempo, simples como as pombas.

Ser simples não é ser pobre e simplicidade não significa escassez. Há pessoas de todas as classes sociais que são essencialmente simples em seu estilo de vida. Estas vivem suas vidas com abundância e plenitude, não são escravas de coisa alguma.

Compreenda que tudo na vida possui uma maneira simples de ser feito, mas não confunda simplicidade com facilidade. Tudo pode ser simples, mas nem tudo pode ser fácil. Entretanto, simplicidade torna o caminho menos tortuoso para que você alcance tudo aquilo o que está buscando.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

“...Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18.20

“...Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18.20 Neste texto nós vamos conversar um pouco sobre os benefícios que uma congregação saudável produz na vida de todos aqueles que fazem parte dela; e tenha em mente que congregar significa justamente se reunir com outras pessoas em nome de Jesus, como relatado em Mateus 18.20. Em vários dos textos que tenho compartilhado aqui, procurei falar sobre como o espírito do mundo se infiltrou nas congregações através dos séculos para corromper os sentidos daqueles que as compõem e desvirtuá-los de seguir o verdadeiro caminho de Cristo Jesus, induzindo muitos a praticar todo tipo de estranhezas, distorções da Palavra, e até, a desistir de congregar. Por isso também foi escrito que: "E vindo o dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, Veio também Satanás entre eles." Jó 1.6 Quais são os benefícios de uma congregação saudável? Na verdade a lista de

Pedis e não recebeis, porque pedis mal... Tiago 4.3

"Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites." Tiago 4.3 Esta, sem dúvidas, é uma das frases mais conhecidas do livro de Tiago, mas durante algum tempo tive certa dificuldade de me aprofundar na grande lição contida nela. Será que você já conseguiu extrair deste versículo algo além daquilo que está na superfície? É o que tentaremos fazer agora. Creio que o hábito de pedir seja o mais intuitivo, natural e automático que possuímos, principalmente porque Jesus disse: "Pedi e dar-se-vos-a..." ; "o que pede recebe" e ainda, "tudo que pedirdes em meu nome eu o farei..." Somos ensinados e acostumados a pedir; há alguns até que se tornam viciados em fazê-lo, alguns tratam o Senhor absoluto do universo como se Ele fosse uma espécie de "gênio da bíblia", ou seja, na mentalidade destas pessoas Deus serve apenas para realizar seus desejos não importando o quão banais, vaidosos, egoístas, hedonista

A alegria do SENHOR é a vossa força. Neemias 8.10

"...Portanto não vos entristeçais; porque a alegria do Senhor é a vossa força." Neemias 8.10 No cristianismo há duas relações diretas que afetam grandemente a nossa vida caso tenhamos o devido conhecimento delas para usarmos da forma correta e a nosso favor. E que relações são estas? Como você já deve imaginar por causa do título deste texto estamos falando de alegria e força , assim como de tristeza e fraqueza, ou seja, alegria é igual a força e tristeza é igual a fraqueza; porém o foco de nossa conversa será completamente sobre as duas primeiras.  Cristãos conhecem profundamente isso e usam este entendimento a seu favor; o meu desejo ao escrever este texto é que você também possa fazer o mesmo de modo a fortalecer sua vida cada vez mais. Algumas pessoas podem ter certa dificuldade em entender a necessidade vital que os cristãos têm de se alegrar, de proteger e multiplicar a alegria; tais pessoas podem perguntar: Por que devo me alegrar se as c