Pular para o conteúdo principal

"Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não nos deixará tentar acima do que podeis." 1 Coríntios 10.13



Qual é o escape?

"Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não nos deixará tentar acima do que podeis; antes, com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar".
 1 Coríntios 10.13

Pensem por um instante em toda a gama de tentações que um ser humano pode sofrer. Eu sei que a lista é gigantesca, e é humanamente impossível elencar todas; então reduza esta lista para duas ou três.

Agora pergunte-se: Qual é a única coisa que a pessoa terá à sua disposição em qualquer situação de tentação?


Você tem três segundos.

Dou-lhe uma;

Dou-lhe duas, e;

Dou-lhe três. Tempo esgotado.

A resposta é: A Escolha.

Em qualquer situação de tentação o cristão terá, da parte de Deus, a capacidade de escolher não errar o alvo, cair em tentação ou não. (Deus deu à humanidade a capacidade de escolher, mas com a entrada do pecado no mundo através da queda de Adão, toda a humanidade tornou-se escrava do pecado. Porém quando tudo parecia perdido Jesus Cristo, através de sua Obra Redentora, recuperou a liberdade para todos aqueles que Nele creem e Ele espera que seus filhos a usem para tomar decisões sempre baseadas na Palavra da Vida).

Ceder a uma tentação, ou não, é, hoje, apenas uma questão de escolha, e essa escolha Deus não fará pelas pessoas, é incumbência nossa ficar firme sobre os preceitos da palavra e não pecarmos; sempre devemos estabelecer nossa escolha sobre a Palavra, como Jesus demonstrou ao ser tentado.

O diabo disse a Jesus que transformasse as pedras em pães, mas Jesus escolheu não fazê-lo; o diabo disse a Jesus que saltasse de cima do pináculo do templo, mas Jesus escolheu não fazer tal coisa; e, por fim, o diabo pediu que Jesus o adorasse em troca da glória dos reinos do mundo, mas novamente Jesus escolheu não fazer o que o inimigo dizia e sempre utilizando as escrituras para embasar Suas escolhas e decisões.

É exatamente assim que nós devemos fazer; devemos seguir o exemplo de Jesus que disse:

“...Eu vos dei o exemplo, para que, como eu fiz, façais vós também.” João 13.15

Um de meus autores favoritos; o escritor cristão C.S. Lewis; autor de livros como “Cristianismo puro e simples” e “ O peso de glória” entre outros, porém mais conhecido pela saga “As Crônicas de Nárnia” disse certa vez:

“Toda vez que você faz uma escolha, está transformando a parte central do seu ser, a parte que escolhe, em algo um pouco diferente do que era antes de fazer a opção. Considerando a vida como um todo, com todas as suas inúmeras oportunidades de escolha, você transforma aos pouco esse seu algo central cada vez mais em uma criatura celestial ou num ser infernal.”

Esta é uma das razões pelas quais devemos escolher não ceder às tentações; porque cada vez que cedemos a uma tentação, pecamos, e estamos nos aproximando mais do inferno, porém, cada vez que escolhemos não atender ao que a tentação pede através dos nossos desejos, agradamos a Deus e nos aproximamos mais do céu.

Como em um jogo de xadrez, as tentações tentam nos rodear e dominar, tentam nos fazer acreditar que não possuímos o poder de escolha, mas Cristo já nos libertou do pecado e uma pessoa livre é aquela que consegue fazer as próprias escolhas, inclusive escolhendo não fazer algo por mais que ache atrativo ou prazeroso.

Lembre-se: Tentações são sempre envolvidas e estão sempre ligadas com coisas que nos seduzem, tais como preferências, desejos, vontades, sonhos e etc...; por isso as pessoas, às vezes, acham tão difícil dizer não a elas, mas Deus, O Senhor, deu uma capacidade soberana para todos nós, cristãos. (Lembre de Jesus quando foi tentado. Ele escolheu não transformar pedras em pães, mesmo sentindo fome; escolheu não saltar do templo e escolheu não adorar o inimigo porque só ao SENHOR adorarás). E Ele espera que nossas ações sejam como as dele em todo tempo e em todas as ocasiões.

A escolha é o escape. E o espírito do mundo não tem, e jamais terá, força ou poder para tomar isso de nós.

Comentários

  1. beleza é louvável de ante da palavra de Deus que edifica o homem pecador ao se arrepender de seus pecados e guarda a palavra de Deus...

    ResponderExcluir
  2. Que as bençãos do nosso DEUS esteja sobre vc com amor e paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado por sua visita, leitura e comentário.
      Que nosso SENHOR, Jesus Cristo, a abençoe abundantemente e poderosamente em toda a sua vida.
      Grande abraço, com amor e paz.

      Excluir
    2. Obs:É uma escolha ,se o crente estiver em uma vida de oração elevada com Deus,
      Se nao estiver em profunda comunhão com o Espirito Santo , o crente nao terá forças pra dizer NÃO a tentação. Porque que , quem comete pecado, é escravo do pecado. É nescessário uma vida de oração, e comunhão com Espirito Santo pra ter o escape (Rm 8:02)

      Excluir
    3. Obrigado por deixar sua contribuição aqui.
      Deus abençoe sua vida.

      Excluir
  3. Dentre 3 tipo de tentação eu tenho uma saída: escolha. Mas eu não entendi uma coisa: "..antes com a tentação dará também o escape ..".1 Coríntios 10:13. Em se tratando do poder de Deus como a minha escolha em cair ou não na tentação pode eliminar o fato de Ele providenciar o escape? Estou diante de uma tentação, Deus providencia o escape em meio dela [fato q não a elimina], digo q prefiro cair na mesma? Não entendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Obrigado por seu comentário.
      Todas as vezes que somos tentados, para cada tentação Deus providencia não apenas uma alternativa de escape, mas sim várias, ou seja, sempre haverá várias escolhas lícitas que podemos fazer para não pecar; tanto você quanto eu e qualquer outra pessoa sabemos exatamente o que fazer para não cair em pecado quando estamos diante de uma tentação, nós podemos escolher não pecar, que é o Deus espera de nós, ou podemos escolher pecar, como o espírito do mundo espera de nós. Compreenda que ser tentado ainda não é pecado, todo ser humano é tentado, o pecado nasce quando alguém abraça a tentação e faz o que ela pede.
      E mesmo que uma pessoa abrace a tentação e cometa o pecado, isso não elimina o fato de que Deus lhe concedeu a capacidade e a oportunidade de escolher não pecar; este é o escape, mesmo se deliberadamente o ignorarmos. Deus espera que possamos usar essa capacidade de escolher sempre para não pecar, como Cristo fez quando foi tentado; além disso, embora muitas vezes não sejamos capazes de ver claramente, o SENHOR só permite que venham sobre nós tentações das quais podemos, se realmente quisermos, escolher nos desviar. Se escolhermos cair em pecado, a responsabilidade é toda nossa, Deus sempre faz a parte Dele nos mostrando como agir para que isso não acontecesse.
      Espero ter ajudado.
      Deus lhe dê paz, saúde e sucesso.

      Excluir
  4. Há condição humana em resistir uma tentação , estando nosso espírito mal alimentado?
    Já que nossa natureza humana é pecadora, como resistir estando nós fracos espiritualmente, sendo que mesmo os que "estão" fortalecidos também estão sujeitos a queda?
    A Bíblia diz: Quem estar de pé, cuide para que não caía!
    Acredito que enquanto essa natureza humana existir estamos todos sujeitos a ser tentados, a cair , há resistir...Faz parte do processo de aperfeiçoamento, pois é uma luta constantes para todos que se tornam amigos de Deus, se constituem inimigos do mundo!
    (Jo c 16 v 33).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Samuel!
      Realmente todos estamos sujeitos a queda. Nosso "trabalho", porém, é aprendermos a nos manter consciêntes de nossas fraquezas, para que a partir disso consigamos evitá-las antecipadamente e, com o devido tempo, nos desvencilhar delas.
      Obrigado por comentar.
      Que a sabedoria de Cristo gere consciência, clareza e lucidez de pensamento e de fé em você.
      Grande abraço.😊

      Excluir
  5. Nesse século em que vivemos, é quase impossível,resistir às tentações...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Eu também pensava assim; mas esse pensamento é apenas mais uma das inumeras, e sutis, ilusões que o espírito do mundo sussura na nossa mente através do Ego que há em nós.
      É verdade que muitas tentações são muito mais fortes do que nós achamos que somos, mas a verdade é que tais tentações são muito mais fracas do que quem nós realmente somos; o problema é que a maioria absoluta das pessoas simplesmente não têm consciência de quem elas realmente são.
      Obrigado por seu comentário aqui.
      Que Deus dê paz, saúde sabedoria e sucesso a você.
      Grande abraço.😊

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“...Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18.20

“...Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18.20 Neste texto nós vamos conversar um pouco sobre os benefícios que uma congregação saudável produz na vida de todos aqueles que fazem parte dela; e tenha em mente que congregar significa justamente se reunir com outras pessoas em nome de Jesus, como relatado em Mateus 18.20. Em vários dos textos que tenho compartilhado aqui, procurei falar sobre como o espírito do mundo se infiltrou nas congregações através dos séculos para corromper os sentidos daqueles que as compõem e desvirtuá-los de seguir o verdadeiro caminho de Cristo Jesus, induzindo muitos a praticar todo tipo de estranhezas, distorções da Palavra, e até, a desistir de congregar. Por isso também foi escrito que: "E vindo o dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, Veio também Satanás entre eles." Jó 1.6 Quais são os benefícios de uma congregação saudável? Na verdade a lista de

Pedis e não recebeis, porque pedis mal... Tiago 4.3

"Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites." Tiago 4.3 Esta, sem dúvidas, é uma das frases mais conhecidas do livro de Tiago, mas durante algum tempo tive certa dificuldade de me aprofundar na grande lição contida nela. Será que você já conseguiu extrair deste versículo algo além daquilo que está na superfície? É o que tentaremos fazer agora. Creio que o hábito de pedir seja o mais intuitivo, natural e automático que possuímos, principalmente porque Jesus disse: "Pedi e dar-se-vos-a..." ; "o que pede recebe" e ainda, "tudo que pedirdes em meu nome eu o farei..." Somos ensinados e acostumados a pedir; há alguns até que se tornam viciados em fazê-lo, alguns tratam o Senhor absoluto do universo como se Ele fosse uma espécie de "gênio da bíblia", ou seja, na mentalidade destas pessoas Deus serve apenas para realizar seus desejos não importando o quão banais, vaidosos, egoístas, hedonista

A alegria do SENHOR é a vossa força. Neemias 8.10

"...Portanto não vos entristeçais; porque a alegria do Senhor é a vossa força." Neemias 8.10 No cristianismo há duas relações diretas que afetam grandemente a nossa vida caso tenhamos o devido conhecimento delas para usarmos da forma correta e a nosso favor. E que relações são estas? Como você já deve imaginar por causa do título deste texto estamos falando de alegria e força , assim como de tristeza e fraqueza, ou seja, alegria é igual a força e tristeza é igual a fraqueza; porém o foco de nossa conversa será completamente sobre as duas primeiras.  Cristãos conhecem profundamente isso e usam este entendimento a seu favor; o meu desejo ao escrever este texto é que você também possa fazer o mesmo de modo a fortalecer sua vida cada vez mais. Algumas pessoas podem ter certa dificuldade em entender a necessidade vital que os cristãos têm de se alegrar, de proteger e multiplicar a alegria; tais pessoas podem perguntar: Por que devo me alegrar se as c