Pular para o conteúdo principal

Tira primeiro a trave do teu olho e então cuidarás em tirar o arqueiro do olho do teu irmão. Mateus 7.5



“Tira primeiro a trave do teu olho e então cuidarás em tirar o arqueiro do olho do teu irmão.” Mateus 7.5

Qual é a grande diferença entre cristãos e religiosos?

Na verdade existem inúmeras diferenças, mas a que considero mais notável é que todo religioso carrega mensagens, enquanto que cristãos são a própria mensagem, como está escrito: "...vós sois a carta de Cristo..." 2 Coríntios 3.3. Não sei se esta afirmação ficou totalmente clara para você, mas o fato é que praticamente todas as pessoas da terra carregam e procuram transmitir alguma mensagem; muitas delas de natureza religiosa com suas inúmeras vertentes espirituais, holísticas, transcendentais e até pseudo-cristãs; todos querem transmitir a mensagem que carregam.

E o que os cristãos têm de diferente?

Está escrito no livro de Malaquias 3.18: "Então, vereis outra vez a diferença entre... o que serve a Deus e o que não serve."

Os cristãos são o oposto tanto de mundanos quanto de religiosos; cristãos são a própria mensagem tanto nas coisas ditas menores, ou sem importância aparente, quanto nas questões cruciais e de maior relevância da vida, assim como os apóstolos eram e como o próprio mestre Jesus ensinou: "...Se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no Reino dos céus." Mateus 5.20. Ser cristão significa pregar aquilo que se vive e viver verdadeiramente igual a Cristo, ou seja, primeiro os cristãos ouvem a Deus através da Palavra Divina, a Bíblia Sagrada; depois eles recebem a fé que vem por ouvir as Escrituras, para aprender e fazer algo; então eles aplicam tal direção em suas próprias vidas; em seguida colhem os frutos e só depois de todas estas etapas é que eles pregam sobre o assunto.

E por que deve ser assim?

Para que exista legitimidade espiritual em todas as nossas palavras. Legitimar significa tornar algo legítimo, e, legítimo significa fundamentado no direito, na razão e na justiça. Lembra? "se a vossa justiça..."

Atualmente, mais do que nunca, o padrão do mundo é a hipocrisia; é comum e até banal as pessoas que ensinam o que não sabem, falam do que não vivem e prometem o que não cumprem. Ser hipócrita é natural para o mundo, mas não para os cristãos; lembre-se: "Assim falai e assim procedei..." Tiago 2.12.

Em todas as coisas, falar é a parte mais fácil, mas a grande diferença reside naqueles que estão sustentados na verdade, demonstrando sempre nas ações que tomam e na vida que vivem. De fato, um cristão é facilmente identificado mesmo quando não diz nada, pois o seu testemunho de fé pelos seus procedimentos, conduta, exemplo e história de vida possuem voz própria e audível a todos que se aproximam dele; esta voz "sem palavras" se une às palavras de seus lábios gerando uma poderosa e legítima fonte de ensinamento, instrução, repreensão, conhecimento e sabedoria para tantas quantas pessoas necessitarem.

Então, antes de sairmos por aí falando a respeito das coisas de Deus e tentando "abrir os olhos" das pessoas nas questões espirituais da vida, devemos primeiro nos certificar de que já "tiramos a trave de nosso próprio olho", ou seja, devemos ter certeza de que já aplicamos em nossa vida os ensinamentos que desejamos transmitir aos outros; isso nos dará a visão plena e correta de como poderemos ajudar ao próximo da forma adequada. Quando usamos a Palavra primeiramente em nossa vida a compreensão pessoal de como as coisas funcionam na prática se expande; entendemos profundamente sobre as dúvidas que surgem, os pensamentos, sentimentos e emoções que aparecem no caminho, e todos os obstáculos que existam até que o ensinamento gere seus frutos; é justamente por aprender sobre todas estas coisas no processo particular de utilização da Palavra e da fé, que teremos maior capacidade e legitimidade de sermos usados por Deus para abrir os olhos de outras pessoas que estejam passando por desafios semelhantes.

“Tira primeiro a trave do teu olho e então cuidarás em tirar o arqueiro do olho do teu irmão.” Mateus 7.5

Pessoas que querem falar ou mesmo pregar sobre coisas que não vivem ou viveram são como guias cegos. "...Ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão na cova." Mateus 15.14b. Só quem já percorreu o caminho tem condições de ajudar outros a passar por ele sem se ferir.

A correta ordem cristã das coisas é:

Primeiro: Viva a Palavra. “Tira primeiro a trave do teu olho..." Ponha em prática os ensinamentos sagrados na sua vida, aplique-os no seu cotidiano, nos seus pensamentos, nos seus sentimentos, nas suas emoções, nas suas crenças, nas suas metas, nos seus objetivos, nas suas vontades, nas suas necessidades e em todo o seu procedimento com aqueles que estão ao seu redor. Fazendo isso a Palavra vai gerar frutos de justiça que transformarão você e farão com que deixe de apenas ter uma mensagem para ser a mensagem. Isso faz toda a diferença; Ou seja, a Palavra vai lhe dar visão; nesta hora você terá retirado a trave dos seus olhos. 

Segundo: Depois que você se tornar a mensagem, aí estará pronto para transmiti-la através de seus exemplos, atos e também palavras, de maneira clara e legítima; "...e então cuidarás em tirar o arqueiro do olho do teu irmão.”

Seja a mensagem, seja a benção, seja o evangelho, seja o cristianismo.

Comentários

  1. Tremendo texto, tem muito me abençoado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por sua leitura.
      Que Cristo multiplique as bençãos sobre você.
      Grande abraço.

      Excluir
    2. Preciso viver a Palavra de Jesus qui lição pra mim amém

      Excluir
    3. Olá. Que bom que você gostou do texto.
      Obrigado por seu comentário.
      Que Deus abençoe sua vida com entendimento, saúde, paz, sabedoria e sucesso.

      Excluir
  2. Não entendi nada perguntei o que disse Jesus nesse versiculo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paz do Senhor!
      Não julgueis, para que não sejais julgados.
      Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós.
      E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão, e não vês a trave que está no teu olho?
      Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, estando uma trave no teu?
      Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão.

      Mateus 7:1-5

      Jesus disse que antes de querer tirar o argueiro do olho do nosso irmão, primeiro temos que tirar a trave do nosso olho. Argueiro significa algo pequeno, insignificante, como um cisco. Trave é uma viga, grande tronco. Muitas vezes, reparamos nos pequenos erros do nosso semelhante e não olhamos para os nossos imensos erros. Antes de querer ajudar nosso próximo, devemos nos tratar, nos corrigir. Ainda assim, o só existe um que pode julgar.
      E diga-se de passagem, o Senhor usa de misericórdia e não julga como nós erroneamente fazemos . (E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais. João 8:11)
      Deus abençoe!!!!

      Excluir
    2. Olá Thiago! Que A Paz do SENHOR seja com você.
      Muito obrigado por deixar sua preciosa contribuição aqui.
      Deus o abençoe abundantemente.

      Excluir
    3. Que deus te abençoa e que te dê cada vez mas a sabedoria de Salomão

      Excluir
    4. Obrigado.
      Seu comentário alegra meu coração.
      Que nosso SENHOR derrame paz, saúde, sabedoria e sucesso sobre você abundantemente.

      Excluir
  3. Que a paz esteja contigo e com todos nós que de alguma forma transmitimos ela ao mundo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Expedita. Que a paz de Cristo seja com você.
      Obrigado por deixar seu comentário.
      Que o SENHOR derrame sobre você abundância de bênçãos.

      Excluir
  4. Amem que o Senhor continue usando profundanente a muitas
    ovelhas Sofrendo for muito seem julgadas em altares devemos prefer o que vivemos e muito facility very o error dos outros e dificil adimitir os nossos tem pessoas usando poder de cargo para ofender of outros esquecendo que da mesma forma sera julgado devemos pregar com amor graca e paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Muito obrigado por deixar seu comentário aqui.
      Que Deus dê a você paz, saúde, sabedoria e sucesso em Cristo Jesus.

      Excluir
  5. Pedi a Deus uma palavra e comecei a ler Mateus 7 1.6 e fui procurar sobre arqueiro e encontrei essa mensagem, q benção, verdadeiramente temos q primeiro viver e ser essa mensagem. Deus te abençoe. Esse será meu tema para 2020 ser a mensagem , saber q sou a Carta de Cristo. Bom dia. A paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carmelina! Que a Paz seja com você.
      Meu coração se alegra ao saber que este texto foi útil a você.
      Que a maravilhosa luz de Cristo brilhe através de você alcançando a todos que estiverem ao seu redor.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“...Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18.20

“...Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18.20 Neste texto nós vamos conversar um pouco sobre os benefícios que uma congregação saudável produz na vida de todos aqueles que fazem parte dela; e tenha em mente que congregar significa justamente se reunir com outras pessoas em nome de Jesus, como relatado em Mateus 18.20. Em vários dos textos que tenho compartilhado aqui, procurei falar sobre como o espírito do mundo se infiltrou nas congregações através dos séculos para corromper os sentidos daqueles que as compõem e desvirtuá-los de seguir o verdadeiro caminho de Cristo Jesus, induzindo muitos a praticar todo tipo de estranhezas, distorções da Palavra, e até, a desistir de congregar. Por isso também foi escrito que: "E vindo o dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, Veio também Satanás entre eles." Jó 1.6 Quais são os benefícios de uma congregação saudável? Na verdade a lista de

Pedis e não recebeis, porque pedis mal... Tiago 4.3

"Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites." Tiago 4.3 Esta, sem dúvidas, é uma das frases mais conhecidas do livro de Tiago, mas durante algum tempo tive certa dificuldade de me aprofundar na grande lição contida nela. Será que você já conseguiu extrair deste versículo algo além daquilo que está na superfície? É o que tentaremos fazer agora. Creio que o hábito de pedir seja o mais intuitivo, natural e automático que possuímos, principalmente porque Jesus disse: "Pedi e dar-se-vos-a..." ; "o que pede recebe" e ainda, "tudo que pedirdes em meu nome eu o farei..." Somos ensinados e acostumados a pedir; há alguns até que se tornam viciados em fazê-lo, alguns tratam o Senhor absoluto do universo como se Ele fosse uma espécie de "gênio da bíblia", ou seja, na mentalidade destas pessoas Deus serve apenas para realizar seus desejos não importando o quão banais, vaidosos, egoístas, hedonista

A alegria do SENHOR é a vossa força. Neemias 8.10

"...Portanto não vos entristeçais; porque a alegria do Senhor é a vossa força." Neemias 8.10 No cristianismo há duas relações diretas que afetam grandemente a nossa vida caso tenhamos o devido conhecimento delas para usarmos da forma correta e a nosso favor. E que relações são estas? Como você já deve imaginar por causa do título deste texto estamos falando de alegria e força , assim como de tristeza e fraqueza, ou seja, alegria é igual a força e tristeza é igual a fraqueza; porém o foco de nossa conversa será completamente sobre as duas primeiras.  Cristãos conhecem profundamente isso e usam este entendimento a seu favor; o meu desejo ao escrever este texto é que você também possa fazer o mesmo de modo a fortalecer sua vida cada vez mais. Algumas pessoas podem ter certa dificuldade em entender a necessidade vital que os cristãos têm de se alegrar, de proteger e multiplicar a alegria; tais pessoas podem perguntar: Por que devo me alegrar se as c